Câncer de cólon: entenda o risco da doença que matou a mulher de Andreas Kisser e Chadwick Boseman

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O câncer de cólon que vitimou a produtora e empresária Patrícia Perissinotto Kisser — mulher do guitarrista Andreas Kisser, da banda Sepultura — no último domingo (03), aos 52 anos, e que também causou a morte do ator americano Chadwick Boseman, aos 43 anos, em agosto de 2020, é considerado um dos “tumores do intestino”, por estar localizado no intestino grosso. Além dele, o câncer no reto (final do intestino, pouco antes do ânus) e o ânus também fazem parte desse grupo.

No Brasil, o câncer de intestino, é a terceira maior incidência na população, atingindo cerca de 40 mil novos casos por ano entre homens e mulheres. Entre os principais sinais estão: uma mudança contínua nos hábitos intestinais, como diarreias, prisão de ventre alternados, dor ou desconforto abdominal, fraqueza, anemia, alteração na forma das fezes (muito finas, compridas, pesadas), além da presença de sangue no cocô.

É tratável e com uma grande probabilidade de cura, se for detectado precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos. Para isso, especialistas defendem que a melhor maneira de se detectar este tipo de câncer de forma rápida é olhando para suas próprias fezes. Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos