Cães farejadores da Core são premiados em competição de detecção de explosivos e entorpecentes no Rio

Os cachorros da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) ganharam, nesta sexta-feira, premiações de destaque no sétimo torneio de cães farejadores do Batalhão de Ações com Cães (BAC). Chamados de Krieguer e Nagant, os animais da raça Pastor Belga de Malinois ficaram em primeiro lugar na detecção de explosivos e em segundo na de entorpecentes, respectivamente. Segundo a corporação, cachorros simbolizam a renovação do canil da Core.

Ainda sem resultado: Quinto dia de juri terá testemunhas de defesa e julgamento vai se estender no fim de semana

Testemunha de defesa: Perito de defesa que atuou em julgamento de Jairinho e Matsunaga aponta supostos erros em laudos da morte de pastor

Krieguer e Nagant são dois jovens irmãos que nasceram na unidade da Core e foram treinados desde seus primeiros dias de vida. Os cães são filhotes de outros que foram levados para a Coordenadoria em 2017, após profissionais terem viajado para se especializar sobre animais de faro na Colômbia, que é referência na temática na América Latina.

O sétimo torneio de cães farejadores do Batalhão de Ações com Cães (BAC), no qual os animais foram vencedores, ocorreu na sede do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio em comemoração ao Dia do Cachorreiro, celebrado em 5 de novembro.

Foi a primeira vez que o Brasil sediou uma competição de cães de faro. Segundo a Core, diversas instituições e unidades de Segurança Pública participaram do evento.