Procurador da Venezuela confirma 68 mortos por "suposto incêndio" em prisão

Caracas, 28 mar (EFE).- O Procurador-Geral da Venezuela, Tarek Saab, confirmou na quarta-feira que pelo menos 68 pessoas morreram em um "suposto incêndio" no centro de reclusão da Polícia Estadual de Carabobo, no centro do país, onde explodiu um motim durante a madrugada.

"O Ministério Público informa à opinião pública que perante os fatos terríveis acontecidos no Comando da Polícia do Estado Carabobo, onde 68 pessoas morreram por um suposto incêndio, nomeamos quatro promotores para esclarecer esses eventos dramático", disse Saab, através no Twitter. EFE