Theresa May destaca "histórica" contribuição de Martin McGuinness pela paz

Londres, 21 mar (EFE).- A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, destacou nesta terça-feira a "essencial" e "histórica" contribuição do ex-vice-ministro da Irlanda do Norte, Martin McGuinness, que morreu nesta madrugada, em favor da paz em seu país.

Em comunicado, a líder conservadora disse que McGuinness desempenhou um "trabalho determinante" para conseguir que o movimento republicano se afastasse da violência na província britânica.

"Ao fazer isso, ele fez uma contribuição essencial e histórica no extraordinário caminho da Irlanda do Norte do conflito para a paz", disse.

Theresa May admitiu que não pode "perdoar" o caminho que McGuinness fez na primeira parte de sua vida, em referência à violência do Exército Republicano Irlandês (IRA), mas que no final o político "desempenhou um trabalho determinante em separar ao movimento republicano da violência".

"Como vice-ministro principal durante quase uma década, ele foi um dos pioneiros em implementar o poder compartilhado entre comunidades na Irlanda do Norte", ressaltou a primeira-ministra, acrescentando que foi "vital" o trabalho de McGuinnes em "momentos muito difíceis" para a província.

"No centro de tudo estava seu profundo otimismo pelo futuro da Irlanda do Norte, e acredito que hoje todos deveríamos conservar esse otimismo", afirmou.

A primeira-ministra acrescentou que seus "pensamentos estão com a família de Martin McGuinness neste momento triste".

Antes, o ex-primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, que negociou o acordo de paz da Sexta-Feira Santa, em 1998, expressou seu pesar pela morte de Martin McGuinness e ressalto que, sem ele, a paz nunca tivesse chegado à Irlanda do Norte. EFE