Cabeleireiro é preso após estuprar cliente com deficiência

Um cabeleireiro de 59 anos foi preso no último dia 26 de junho suspeito de ter estuprado uma cliente com deficiência mental em um salão de beleza, na zona oeste de São Paulo. Ele teria convencido a mulher a fazer sexo com ele em troca de cortes de cabelo.

De acordo com nota enviada ao blog pela SSP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo, o homem foi preso por policiais do 51º DP (Distrito Policial).

Ainda segundo informações da pasta, o crime aconteceu no dia 21 de junho e tanto vítima quanto testemunhas reconheceram o suspeito, que não teve o nome divulgado para a imprensa.

Leia também:

O cabeleireiro teve a prisão temporária decretada pela Justiça de São Paulo pelo crime de estupro de vulnerável (pelo fato de a mulher ter deficiência mental).

A secretaria informou, além disso, que as investigações continuam. A intenção da polícia é poder identificar outras possíveis vítimas do cabeleireiro.