Cabelos crespos e cacheados se destacam em 'Travessia' e 'Todas as flores'; veja dicas de como cuidar de cada tipo

Além de ficar de olho nas tramas eletrizantes das novelas, o público costuma ficar ligado no visual das personagens. Especificamente em “Travessia”, no horário das nove da Globo, e em “Todas as flores”, no Globoplay, não falta diversidade de estilos de cabelos ondulados, cacheados e crespos. E ainda tem quem pinte os fios, use laces, tranças, apliques... Tamanha variedade fez com que a Canal procurasse a fundadora do Beleza Natural, Zica Assis, que entende tudo sobre esse universo e, nestas páginas, dá dicas de como cuidar de cada tipo. Difícil é estar em dia com todos os capítulos das duas novelas, mas cuidar das suas madeixas não precisa ser, ela garante.

— De maneira geral, é importante que a pessoa de cabelo crespo, cacheado e ondulado procure um profissional especializado para fazer uma avaliação e também cuidar do fio com produtos e serviços desenvolvidos exatamente para ele — ressalta Zica.

Brisa, de 'Travessia': Ondulado e megahair

Protagonista de “Travessia”, Lucy Alves, a Brisa da novela das nove, mostra os cabelos ondulados e usa um aplique. O recomendado nesses casos é reforçar a hidratação antes e depois de colocá-lo e respeitar o tempo de manutenção, para manter a saúde dos fios originais. Os cuidados devem ser os mesmos mantidos no cabelo natural.

“Se o megahair for de cabelo humano, é necessário ter a mesma rotina de cuidados, como se fosse um cabelo natural, com hidratações e uso de finalizadores adequados ao fio colocado. Quem tem um cabelo com descoloração precisa incluir ainda na rotina de cuidados a etapa de reconstrução, para devolver a massa perdida nesse processo. Máscaras ricas em queratina e aminoácidos são excelentes reconstrutores capilares”, indica a profissional.

Adalgisa e Silene de 'Travessia': Cacheados

O cabelo cacheado geralmente tem a característica de ser mais oleoso no couro cabeludo e mais seco nas pontas. Por conta disso, é recomendado fazer tratamentos com ativos mais hidratantes. As atrizes Priscilla Vilela e Aoxi, que interpretam Adalgisa e Silene de “Travessia”, por exemplo, têm cachos mais abertos. Zica dá a dica:

“Para finalizar e ajudar na memorização desse cacho, o ideal é misturar dois tipos de finalizadores diferentes: ativadores de cacho, que são cremes mais leves, e com gelatina, que garante maior definição. Caso a pessoa queira mais volume e menos definição, pode usar cremes mais leves, fluidos”, detalha Zica.

Mauritânia e Chininha de 'Todas as flores': Cacheado e pintado

Em “Todas as flores”, as personagens de Thalita Carauta e Micheli Machado usam os cachos pintados. Zica afirma que é preciso estar atenta na hora de escolher como fazer essa mudança de visual, para que a estrutura dos fios não fique comprometida. Ela dá uma sugestão a mais para quem quer investir no louro.

“O cabelo platinado de Micheli precisa de cuidado redobrado, porque todo o pigmento do fio foi retirado durante o processo de descoloração. Para manter essa estrutura saudável e o cacheado bonito, é preciso cuidar bem do cabelo antes e depois da descoloração. Tem que usar também produtos de reconstrução capilar”, ensina Zica, que aconselha apostar em itens específicos para as pontas dos cabelos para evitar as famosas pontas duplas e o frizz.

Darcy, de 'Todas as flores', e Laís, de 'Travessia': Perucas e laces

A personagem de Zezeh Barbosa em “Todas as flores”, quando não está de turbante, aposta na peruca.

“O ideal é tirar em casa, para não abafar o couro cabeludo, gerando suor e oleosidade”, explica a tricologista Viviane Coutinho.

Já as laces têm um acabamento mais natural, devido à sua fabricação fio a fio. Tem quem use por vários dias seguidos, colocando o acessório com uma cola específica para sua fixação. Mas, segundo Viviane, hoje já existem opções que permitem o encaixe mais facilmente. É o caso de Laís (Indira Nascimento) em “Travessia”, que usa laces com frequência, mas tira ao chegar em casa. Ela ainda aparece com o cabelo natural e tranças.

“Uma boa dica para quem usa as coladas é, nos intervalos entre uma lace e outra, fazer uma umectação capilar. Caso a pessoa faça uma trança nagô antes de colocar a lace, tem que tomar cuidado para não apertar muito, senão o fio quebra”, destaca Zica.

Tininha de 'Travessia': Crespo e pintado

Em “Travessia”, a maranhense Tininha, vivida por Camila Rocha, tem os fios crespos com tintura. Zica pontua que o cabelo dela é da família do 4ABC, o que já faz o fio ser naturalmente mais fino e frágil, por isso atenção redobrada quando for usar uma tintura. A especialista indica manter o cronograma capilar em dia, para garantir a saúde dos fios e a manutenção da cor.

“Para finalizar, é recomendado passar um pouco de óleo vegetal nos fios antes do finalizador de preferência. O pente garfo é um superaliado para diminuir o fator encolhimento, que é uma característica forte deste tipo de cabelo.”, diz ela.

Judite de 'Todas as flores': Crespo com black

Mariana Nunes ostenta um belo cabelo black como Judite em “Todas as flores”. Zica destaca que diferentemente do que a maioria das pessoas pensa, o cabelo crespo é um dos mais frágeis e qualquer processo de transformação deve ser feito com cautela, para não modificar a sua estrutura. Além disso, ele é muito fino e por causa do fator encolhimento, é um cabelo que demora para ter um crescimento aparente como o da personagem da Gamboa.

“Para ajudar no processo, o indicado nesse caso também é recorrer ao cronograma capilar, lavar o cabelo duas vezes por semana, ter uma boa alimentação. E, para ajudar, a pessoa pode usar tônicos capilares”, explica.

Talita, de 'Travessia', e Jussara, de 'Todas as flores': Apliques

Talita em “Travessia”, Dandara Mariana está usando um aplique no cabelo natural. Zica ensina um truque para manter a saúde do cabelo nessas situações.

“O indicado nesses casos é reforçar a hidratação antes e depois de colocar o aplique e respeitar o tempo de manutenção, para manter a saúde dos fios originais”, completa a especialista.

Para mudar o visual, os penteados são sempre bem-vindos. Em “Todas as flores”, Jussara (Mary Sheila) desfila com apliques no rabo de cavalo. Para fazer igual, o recomendado é usar uma gelatina que não resseca o cabelo com os fios úmidos e o auxílio de uma escova. Na hora de prender, o ideal é utilizar um elástico no estilo scrunchie, para não quebrar o cabelo.

“Por ser um penteado que puxa muito, é melhor não usá-lo com frequência, para não quebrar e causar alopecia por tração. Para o penteado ficar ainda mais bonito, aposte no baby hair, que é feito com o auxílio de uma escova pequena e a própria gelatina”, sugere Zica.

Isa, de 'Travessia', e Joy, de 'Todas as flores': Tranças

As tranças também estão fazendo a cabeça das personagens. No caso de Isa (Duda Santos), de “Travessia”, a escolha são as box braids. Por se tratar de uma extensão ao cabelo natural, Zica afirma que é preciso fortalecer ainda mais a fibra capilar para que não haja quebra.

“Para isso, recomendo, além da hidratação antes e depois da colocação das tranças e o respeito ao tempo de manutenção, uma reposição de queratina. Para prevenir uma possível alopecia de tração, é importante tratar o fio desde o nascimento, com tônicos, por exemplo”, ensina a profissional.

Já em “Todas as flores”, Joy, a personagem de Yara Charry, usa a trança boxer. Zica recomenda que a trança esteja firme, mas não seja feita muito apertada, para não provocar uma possível quebra no fio.

“É preciso também ter cuidado na hora de lavar para que o cabelo não seja desfeito rapidamente. É importante ainda fortalecer e tratar o cabelo antes e depois da trança, além de respeitar o intervalo de manutenção do penteado. Um bom aliado pós-trança é a umectação, porque, além de diminuir a porosidade do fio, auxilia na força do cabelo”, diz ela.