Cabo Verde será 1º país a nomear estádio em homenagem a Pelé após morte do Rei

A sugestão do presidente da Fifa, Gianni Infantino, de que todos os países tenham um estádio com o nome de Pelé já está repercutindo — pelo menos, em Cabo Verde. O primeiro-ministro do país, José Ulisses e Silva, fez uma publicação nas redes sociais afirmando a intenção de batizar o Estádio Nacional, localizado na cidade de Monte Vaca e com capacidade para 15 mil espectadores, com o nome do Rei do futebol. Ele também pediu a opinião da população sobre o assunto, embora tenha destacado que já comunicou ao órgão internacional sobre a decisão.

De acordo com o primeiro-ministro, "Cabo Verde e Brasil têm uma história e cultura que andam de mãos dadas, considerando que são dois países irmãos, ligados pela língua e por identidades muito similares". Ele afirmou ainda que "o Rei Pelé, nascido cidadão brasileiro, ele que cedo se transformou numa figura planetária, ícone de massas demonstrando que o Desporto tem o poder de unir o mundo, agora é nosso desejo homenagear-lhe. Pelé foi e será sempre uma referência no Brasil, na nossa lusofonia e todo resto do mundo, sendo um ídolo que liga várias gerações".

A opinião expressada pela população, no entanto, parece discordar da medida. Em diversos comentários, o tom é de crítica e questionamento sobre a adoção de um jogador estrangeiro para levar o nome de um bem nacional. "Devemos homenagear os nossos", "Cabo Verde não tem figuras ligadas ao futebol?" foram algumas das mensagens deixadas na rede social.

Infantino foi uma das figuras mais importantes do futebol presentes no velório do ex-jogador, que durou de 10h da segunda-feira até o mesmo horário na terça. Enquanto isso, o único jogador entre todos os campeões mundiais presentes foi Mauro Silva, volante da seleção de 1994 e que hoje preside a Federação Paulista de Futebol. Na ocasião, o presidente da Fifa destacou a importância de Pelé para o mundo.

— Como Fifa, vamos homenagear o Rei e pedimos para que o mundo inteiro respeite um minuto de silêncio. Vamos pedir para que todos os países do mundo tenham pelo menos um estádio com o nome do Pelé para que as crianças saibam a importância dele - afirmou.