Caças da FAB atiram e abatem avião que invadiu o Brasil com 600 kg de cocaína

Aeronave abatida pela FAB após invadir o espaço aéreo brasileiro. (Foto: Divulgação/ FAB)
Aeronave abatida pela FAB após invadir o espaço aéreo brasileiro. (Foto: Divulgação/ FAB)

Dois caças A-29 Super Tucano, da Força Aérea Brasileira, interceptaram um avião de pequeno porte que transportava 500 quilos de pasta base de cocaína, neste domingo (3), em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a FAB, a aeronave entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização e foi classificada como suspeita.

Houve tentativa de contato dos militares com o piloto do avião bimotor, porém, ele não respondeu e nem obedeceu às ordens dadas. Os pilotos da FAB, então, efetuaram tiro de detenção, para atingir o alvo.

Em nota, a FAB informa que o piloto do avião suspeito fez o pouso forçado em São Paulo, entre as cidades de Jales e Pontalinda. Duas pessoas conseguiram fugir antes da chegada dos policiais, que encontraram cerca de 500 quilos de pasta base de cocaína no bimotor.

A FAB afirmou que todas as medidas previstas em casos de interceptação de aeronave suspeita são com base no decreto 5.144, de 16 de julho de 2004.

Ainda de acordo com a FAB, todas as medidas adotadas em casos de interceptação de aeronave suspeita têm como base o decreto 5.144, de 16 de julho de 2004.

A ação faz parte da Operação Ostium, para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a Força Aérea Brasileira e a Polícia Federal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos