Cachorra foge de petshop e circula por via férrea do metrô, em funcionamento, durante mais de 12 horas

·1 minuto de leitura

Após fugir de um petshop, na Tijuca, por volta das 15h, na tarde de sexta-feira, uma cachorra vira-lata ficou desaparecida por mais de 12 horas. Lucy, como chamada pela dona, Denise Rivera, atravessou ruas, entrou na estação de metrô Praça Saens Peña, no mesmo bairro, e circulou pela linha férrea do transporte, enquanto os veículos continuavam a circular. Na madrugada deste sábado, ela foi encontrada na Central do Brasil, a seis estações de onde embarcou.

— Ela tem dois anos, é muito esperta e adora subir e descer escadas. Coloquei ela ontem para tomar banho num petshop que inaugurou na minha rua e deixaram ela fugir na hora do banho. Foi um desespero só — lembra a dona, perita criminal.

A cachorra foi vista entrando na estação do metrô e, assim que Denise foi avisada, relatou o caso aos seguranças. Mas o funcionamento do metrô só pôde ser interrompido a partir de 1h da madrugada, quando uma equipe de seguranças foi liberada a entrar nos trilhos para procurar Lucy. A cachorra só foi resgatada duas horas e meia depois. Segundo a concessionária MetrôRio, a operação mobilizou cerca de 30 funcionários de diversos setores.

— A Lucy etá em casa, sã e salva. Apenas com algumas escoriações — relata Denis: — Os seguranças do Metrô Rio foram uns anjos e merecem todos os elogios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos