Cadastro do auxílio caminhoneiro termina nesta segunda (12)

Auxílio-caminhoneiro tem prazo de inscrição até hoje (12)
Auxílio-caminhoneiro tem prazo de inscrição até hoje (12)
  • Motoristas que se inscreverem até hoje poderão ganhar as parcelas de julho e agosto;

  • Benefício é pago para trabalhadores com registro ativo no RNTR-C até julho deste ano;

  • É obrigatório também que a CNH do caminhoneiro esteja válida para poder se inscrever.

Termina nesta segunda-feira (12) o prazo para os caminhoneiros se inscreverem para receberem o benefício social criado pelo governo. O cadastro deve ser feito através do Portal Emprega Brasil, acessado através de conta gov.br, ou no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital.

Aqueles que realizarem o cadastro hoje ainda poderão receber as duas parcelas de R$ 1 mil referentes aos meses de julho e agosto. Ou seja, o primeiro pagamento será no dia 24 de setembro feito com uma quantia acumulada de R$ 3 mil.

Inicialmente o prazo terminaria às 18h30 do dia 29 de agosto, mas foi prorrogado pelo governo federal para dar uma maior oportunidade aos caminhoneiros de se inscreverem. Estima-se que cerca de 400 mil pessoas possam ficar sem o benefício por conta da falta de dados.

Estão aptos a receberem os pagamentos todos os profissionais com situação "Ativa" no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTR-C), da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), até o dia 22 de julho, mesmo que não tenha registro de operação de transporte rodoviário de carga neste ano. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) também deve estar válida.

Como se inscrever

Para efetuar o cadastro e receber o benefício, o caminhoneiro deve preencher a Autodeclaração do Termo de Registro do TAC no Portal Emprega Brasil. Antes, é necessário ter registro na plataforma gov.br. Outra forma de fazer o registro é através do aplicativo da Carteira de Trabalho Digital.

No documento enviado, o caminhoneiro irá afirmar que atende aos requisitos exigidos pela Lei e que está apto a realizar o transporte rodoviário de cargas. Será necessário também informar o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do veículo cadastrado junto à ANTT.

Uma vez enviado, o documento será processado pelo Dataprev, que avaliará se o cidadão está apto ou não para o recebimento das parcelas.

Para consultar se o motorista pode realmente receber, basta realizar uma consulta no Portal Emprega Brasil, através da opção “Consulta do Benefício TAC-Taxista”, ou então pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital na aba "Benefícios".