Cadela é morta brutalmente em frente às donas por um policial

(Reprodução/Daily Mail)
(Reprodução/Daily Mail)

Mãe e filha estão inconsoláveis depois que a cadela que vivia com a família, Duquesa, foi baleada na cabeça por um policial. A vira-lata, de aproximadamente 18 kg e com traços de bull terrier, foi morta sem justificativa aparente por um oficial que estava realizando uma ronda entre as casas da região. As imagens abaixo podem ser fortes.

Embora ela não estivesse latindo ou sendo agressiva, ele atirou mesmo assim, contou a sua dona Gillian Palacios. O momento foi registrado pela câmera de segurança da casa e mostrou exatamente a reação desnecessária do policial.

Palacios disse à Fox que, na terça-feira (20) de manhã, o policial bateu em sua porta para dizer que o carro havia sido deixado aberto. Ela disse que quando abriu a porta da frente de sua casa, o cão correu para fora. Após isto, o oficial fatalmente deu três tiros na cabeça de Duquesa.

(Reprodução/Daily Mail)
(Reprodução/Daily Mail)

A família, que está perturbada pela perda, disse que eles não estavam tendo qualquer problema com a polícia e não conseguem entender por que seu animal de estimação foi morto por simplesmente correr para o quintal.

"Antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, o oficial tirou a arma e atirou três vezes na cabeça", disse Palacios.

O oficial, que não foi identificado, está agora sob licença administrativa enquanto uma investigação acontece.

(Reprodução/Daily Mail)
(Reprodução/Daily Mail)

Palacios disse o oficial lhe disse que seu cão foi 'cobrando depois dele "e que os Serviços animal viria por para pegar o animal.

"Ela estava curiosa. Ela não estava latindo nem rosnando", disse a dona em entrevista. "Não havia nenhuma razão para ele pensar que ela era agressiva de qualquer forma", completou.

O porta-voz da polícia de Florida, o diretor Ken Armenteros defendeu as ações do policial.

(Reprodução/Daily Mail)
(Reprodução/Daily Mail)

"Não temos o luxo de uma visão retrospectiva. Temos que usar a informação que nos é dada em uma fração de segundo. O policial tem que tomar uma decisão de acordo com isso", respondeu Armenteros.

A família disse que Duquesa era uma cadela que eles haviam adotado recentemente adotado. Ela foi resgatada e vivia em um abrigo próximo. Um funcionário do local descreveu o animal como carinhoso e dócil.

LEIA MAIS:

Após ser resgatado, cão criado em jaula para ser comido pisa na grama pela 1ª vez

Garoto de 11 anos mata menina de oito que não o deixou ver seu cachorro

ATENÇÃO AS IMAGENS SÃO FORTES.



Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos