Cães e gatos são encontrados mortos na casa de dona de ONG a favor da causa animal

(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

A diretora de uma ONG (organização não governamental) de resgate de animais em Columbia, na Carolina do Sul, Estados Unidos, foi acusada de maus-tratos a animais.

De acordo com informações do site Keloland, Carolina Dawn Pennington, de 47 anos, e diretora da Growl, se apresentou voluntariamente para a polícia na última sexta-feira (3).

Em 22 de maio, os agentes receberam uma denúncia relatando um “cheiro de restos mortais” em uma casa. Quando chegaram ao local, os policiais confirmaram o cheiro e, ao entrarem na residência, encontraram “um caso extremo de crueldade contra animais”.

No total, trinta animais mortos – 28 cães e dois gatos – foram encontrados em gaiolas e caixotes.

Segundo a polícia, os bichos estavam mortos há muito tempo e pareciam ter morrido de fome e desidratação.

Além de ser diretora da Growl, a mulher era funcionária na Kershaw County Humane Society, uma outra ONG que recebe animais abandonados.

Ela foi transferida para o Centro de Detenção Alvin S. Glenn, também em Columbia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos