De Caetano a Malu Mader, artistas pedem buscas por desaparecidos no AM

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Artistas começam a se manifestar publicamente pedindo respostas sobre o caso do jornalista britânico Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, e do indigenista Bruno Pereira, membro da ONG Unijava e servidor em licença da Funai (Fundação Nacional do Índio), ambos desaparecidos na Amazônia.

Iniciada por Caetano Veloso em show no Rio de Janeiro nesta quarta (9), a lista teve acréscimo do nome de Malu Mader neste sábado (11). Em um vídeo compartilhado pela jornalista Eliane Brum no Twitter, ela aparece pedindo que as autoridades trabalhem com máxima urgência para encontrar a dupla. "Estou aqui para pedir ao governo brasileiro que se empenhe nas buscas", afirma a atriz.

Além dela, a atriz Cláudia Abreu pediu o mesmo em outro vídeo na mesma rede social. Lá também, Dira Paes, Camila Pitanga e Paola Oliveira marcaram as contas oficiais do Governo Federal, do Ministério da Defesa e da Polícia Federal em um postagem com a pergunta "cadê Bruno e Dom?".

A cantora Zélia Duncan comentou em um vídeo que "o inimigo está no poder e uma das metas é a destruição", exigindo que os desaparecidos sejam encontrados.

O jornalista Juca Kfouri, colunista da Folha de S.Paulo, afirmou em vídeo que achar o jornalista e o indigenista é uma questão de honra para o país. Também colunista da casa, Gregório Duvivier afirmou que o presidente Jair Bolsonaro não está fazendo nada para encontrar os desaparecidos.

Enquanto palestrava na Feira do Livro, que acontece no Estádio do Pacaembu, região oeste de São Paulo, o ambientalista e escritor Ailton Krenak comentou o caso. "Dois cidadãos foram desaparecidos na Amazônia agora, vocês sabem?", disse ele, em meio a críticas à exploração predatória da região. "Foram abduzidos. E num trecho de floresta em que os nossos parentes são capazes de localizar até mesmo um mico."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos