Caio beija Bibi e pede que eles voltem a ser um casal, em 'A força do querer'

Marcelle Carvalho
·2 minuto de leitura
Foto: Tata Barreto/rede globo/divulgação

detalhe-menor

Foto: Tata Barreto/rede globo/divulgação

A prisão de Rubinho (Emilio Dantas) vai reaproximar Caio (Rodrigo Lombardi) e Bibi (Juliana Paes), em "A força do querer". É que a cabeleireira vai ficar tão alucinada com o marido atrás das grades, que suplica ao ex-namorado que o defenda. Tocado com o desespero dela, o advogado aceita. Porém, durante as entrevistas com o cliente, que jura inocência, Caio tem certeza de sua culpa. Isso faz com que ele tenha uma conversa importante com Bibi, na tentativa de não vê-la se afundar por Rubinho. Sensíveis ao momento, os dois se beijam, após 15 anos, e Caio ainda muito apaixonado, pede que eles voltem a ser um casal.

— É um momento de maior aproximação entre os dois. Ele ainda sente muita coisa por essa mulher. E, ao mesmo tempo, ambos mostram fragilidade: ela por Rubinho e, ele, por Bibi — avalia o ator.

Lombardi não esconde a surpresa de ver a trama novamente no ar, após apenas três anos de sua primeira exibição. Ao mesmo tempo, orgulha-se pelo fato de a novela ter voltado justamente neste momento conturbado em que o público precisa de entretenimento de qualidade.

— Foi um susto, porque é um trabalho muito recente. Mas é sinal de que foi uma história bem aceita. Fiquei feliz por ter sido essa a novela escolhida em meio a tantas opções — afirma o intérprete de Caio, que se recorda de uma das muitas curiosidades dos bastidores: — Os meus ataques de riso! Sempre! (risos).

O ator também não esquece das cenas de seu advogado com Bibi (Juliana Paes), seu grande amor na trama:

— Todos os meus encontros com Bibi foram as sequências mais importantes para contar a história de Caio.

‘Ter Juliana como parceira é sempre bom’

Desde que fizeram “Caminho das Índias” juntos, Lombardi e Juliana (Raj e Maia da novela de Glória Perez) se tornaram grandes amigos. A nova dobradinha em “A força do querer” só poderia ter dado samba:

— Ter Juliana como parceira é sempre bom! Nos entendemos muito bem, não temos pudor de colocarmos nossas ideias um para o outro. Ela é inteligente e sabe ouvir, coisa rara hoje em dia.

Mesmo tendo sido exibida há pouco, o ator acredita que a novela será vista de outra forma.

— O olhar é outro. Já conhecemos a história e queremos ver momentos e personagens. Acho que a novela traz tudo o que precisamos nesse momento: entretenimento, humor e reflexão — analisa Lombardi que, na quarentena, aprendeu a cozinhar, costurar, se dedicou a uma obra em casa, ao videogame e ao golfe. Foi, inclusive, campeão na semana retrasada em um torneio.