Caio do BBB21 aproveita fama de ‘caloteiro’ e faz propaganda para Serasa

·1 minuto de leitura
Caio Afiune em ação para a Serasa
Caio Afiune em ação para a Serasa
  • Caio Afiune foi flagrado com dívidas.

  • Ex-brother aproveitou pra lucrar com a fama, e virou garoto-propaganda da Serasa.

  • Ação rendeu vídeo divulgado nas redes sociais.

Caio Afiune, ex-participante do reality show Big Brother Brasil 21, da Rede Globo, foi flagrado por “detetives virtuais” com o nome sujo na praça – e rapidamente virou motivo de piada nas redes sociais, ganhando fama de “caloteiro”.

Leia também:

Mas Afiune aproveitou o “bullying” coletivo para faturar – fechou contrato com a Serasa para virar garoto-propaganda em uma ação especial (e bem humorada) da empresa, especializada em análise de crédito e de dados de consumo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Na peça, divulgada no Instagram, o ex-brother aparece em casa, quando recebe uma das famosas cartas do Serasa, com um aviso de que seu nome está sujo.

O vídeo mostra o participante baixando então o aplicativo da empresa, e consultando o próprio CPF para regularizar sua situação cadastral.

“Se você tinha dúvidas como eu, segue a Serasa nas redes sociais e se inscreva no canal! Você vai descobrir que eles têm muitos outros serviços que você nem imaginava”, afirma o brother.

As informações são da Exame.

Segundo a Serasa, a peça tem como objetivo aproveitar o gancho do BBB para conscientizar as pessoas sobre a importância da educação financeira.

Assista ao vídeo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos