Caixa abre vagas para mil deficientes e convoca 3 mil concursados

·1 minuto de leitura
GLóRIA DE DOURADOS, BRAZIL - 2020/09/15: The Caixa Econômica Federal logo at one of its bank branches in Dourados, Mato Grosso do Sul. (Photo by Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Caixa também vai contratar 800 recepcionistas e vigilantes em todo o Brasil por meio de terceirizadas (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Caixa convoca três mil aprovados em concurso vigente

  • Banco também vai contratar mil pessoas com deficiência por meio de concurso

  • 5,2 mil estagiários e adolescentes aprendizes também serão contratados

A Caixa Econômica Federal vai contratar quatro mil funcionários, sendo que três mil dos contratados aprovados em concurso vigente. Ainda segundo o anúncio feito na última segunda-feira (19), serão disponibilizadas mil vagas para pessoas com deficiência por meio de concurso específico, com previsão de abertura de edital em setembro. 

Leia também:

Por meio de empresas terceirizadas, a instituição financeira também vai contratar 800 recepcionistas e vigilantes em todo o Brasil, dependendo das demandas das unidades.

Estagiários e adolescentes aprendizes

Além disso, 5,2 mil estagiários e adolescentes aprendizes serão contratados. As oportunidades de estágio já foram preenchidas por meio de processo seletivo feito pelo CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), mas caso haja necessidade, outras seleções podem ser feitas futuramente.

Já em relação aos adolescentes, a Caixa explica que a seleção para o Programa Adolescente Aprendiz acontece em parceria com entidades sem fins lucrativos. Segundo a estatal, esse projeto capacita os jovens profissionais para serviços bancários e administrativos e tem como objetivo proporcionar conhecimentos teóricos e práticos necessários ao desempenho de uma profissão, além promover a inclusão social. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos