Caixa abrirá neste sábado para antecipar saque do auxílio emergencial para nascidos em setembro e outubro

Geralda Doca
Filas nas agências da Caixa no Recife

BRASÍLIA - Na tentativa de reduzir filas e aglomeraçõesde pessoas para sacar o auxílio emergencial de R$ 600, a Caixa Econômica Federal vai abrir 902 agências neste sábado, entre 8h e 14h.

O objetivo do banco é antecipar o pagamento do auxílio para os trabalhadores informais que nasceram nos meses de setembro e outubro e receberam o crédito em conta poupança digital. Pelo calendário, a retirada do dinheiro para esses trabalhadores estava prevista para segunda-feira.

Auxílio emergencial: As histórias dos 'invisíveis' que buscam os R$ 600 para sobreviver

Já a data do saque do auxílio para nascidos em novembro e dezembro não foi alterada. Está mantida para terça-feira, dia 5, segundo nota da Caixa.

O saque espécie para quem recebeu o crédito do auxílio em conta poupança digital começou no dia 27 de abril, nas agências e rede de lotéricos.

Nesta sexta-feira, o ministro Onyx Lorenzoni informou que o governo autorizou o pagamento da ajuda de R$ 600 para 50,5 milhões de pessoas de um total de 97 milhões requerimentos analisados. Até o momento, o auxílio poderá chegar a 95 milhões de brasileiros, considerando todos os membros da família, segundo a Dataprev.

O benefício, no entanto, foi negado para 32,8 milhões de pessoas, e outras 13,7 milhões terão que refazer o cadastro no aplicativo e site da Caixa Econômica Federal por causa de inconsistência no preenchimento dos dados.

Atendimento eletrônico é prioridade

Em nota, a Caixa reiterou que a prioridade é manter o atendimento eletrônico e que os recursos creditados na poupança digital podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem. As pessoas podem pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras, bem como fazer transferências para outros bancos.

No texto, o banco faz um apelo para que as pessoas evitem se deslocar para as agências e busquem os canais digitais para outros tipos de serviços:

“O banco reforça o pedido para que a população só se dirija às agências em último caso”.