Caixa e WhatsApp firmam parceria para envio de mensagens sobre auxílio emergencial e programas do governo

·3 minuto de leitura

Os beneficiários do auxílio emergencial vão receber informações sore a renda básica pelo WhatsApp. Para isso a Caixa Econômica Federal criou uma conta oficial (e verificada) no aplicativo. O canal será utilizado para informar os beneficiários sobre a disponibilidade da assistência e liberação para saque em dinheiro, entre outros. As mensagens enviadas terão caráter informativo e impessoal, contendo, por exemplo, a data dos calendários de crédito e saque do benefício. A previsão é de envio de 500 milhões de mensagens. Segundo a Caixa, não haverá qualquer custo para o beneficiário.

De acordo com a Caixa, as mensagens serão enviadas exclusivamente pelo número 0800 726 0207, o Caixa Cidadão. Apenas os beneficiários com o celular cadastrado no aplicativo Caixa Tem receberão as mensagens. O envio será feito de maneira escalonada e somente após a aceitação dos beneficiários para receber as informações por meio deste canal. O conteúdo será enviado regularmente aos que aceitarem o serviço.

— A parceria com o WhatsApp vai melhorar o fluxo de informação para os beneficiários do auxílio emergencial e demais programas sociais do governo federal. Este novo serviço também vai ser muito importante para a estratégia da Caixa de oferecer microcrédito para os clientes das contas poupança digital, que terão condições de obter recursos com uma taxa de juros reduzida, que será a menor do Brasil em microcrédito — diz Pedro Guimarães, presidente da Caixa.

— O WhatsApp tem muito orgulho de participar de uma iniciativa pioneira e de impacto social tão significativo como essa, contribuindo ativamente para uma comunicação simples, segura e acessível com os beneficiários do auxílio emergencial. Em um momento tão delicado como este, é muito importante que os beneficiários evitem aglomerações e tenham informações confiáveis de forma fácil, na palma da mão — afirma Dario Durigan, executivo de Políticas Públicas do WhatsApp no Facebook Brasil.

É importante ressaltar que a Caixa não vai pedir dado pessoal ou senha pelo WhatsApp. O banco também reforça que é importante que os cidadãos utilizem única e exclusivamente seus canais oficiais para buscar informações e acesso aos serviços, jamais compartilhando dados pessoais, como usuário de login e senha.

— Verifique o selo de autenticidade do canal da Caixa no WhatsApp.

— Desconfie de qualquer solicitação de dados ou informações pessoais de contatos se fazendo passar pelo banco.

— Certifique-se que o endereço do site, o aplicativo instalado no seu celular e os perfis nas redes sociais são os canais oficiais da instituição.

— Não forneça senhas ou dados de usuário em sites ou aplicativos não oficiais.

— A Caixa não envia SMS nem mensagem no WhatsApp com links e só envia e-mails após autorização do cliente.

— Nunca clique em links suspeitos, que podem levar à instalação de programas espiões, que ficam ocultos no celular ou computador, coletando informações de navegação e dados do usuário.

— Fique atento a qualquer atividade e situação não usual e, principalmente, não clique em links recebidos por SMS, WhatsApp ou redes sociais para acesso ou desbloqueio de contas, atualização de cadastro e valores a receber.

— Desconfie de informações sensacionalistas e de "oportunidades imperdíveis".

— Utilize sempre navegadores e antivírus atualizados.

— A Caixa não pede senha e assinatura eletrônica na mesma página.

— Use somente o teclado virtual para digitar a sua assinatura eletrônica.

— O banco não solicita ao cliente o desbloqueio ou cadastramento de novos dispositivos móveis (celulares).

— A instituição não envia empregado ou motoboy para recolher cartões.

— Fique atento ao ser abordado em redes sociais por perfis falsos se passando pela Caixa, sempre verifique se o perfil é oficial.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos