Caixa: Vice-presidente também renuncia após acusação de assédio sexual

Vice presidente da Caixa Econômica Federal pede demissão após ter seu nome envolvido nas denúncias de assédio feito por funcionárias da estatal. (Foto: Reprodução Linkedln Celso Barbosa)
Vice presidente da Caixa Econômica Federal pede demissão após ter seu nome envolvido nas denúncias de assédio feito por funcionárias da estatal. (Foto: Reprodução Linkedln Celso Barbosa)

Mais um executivo da Caixa Econômica Federal pediu demissão após acusações de assédio sexual na instituição. Desta vez, Celso Leonardo Barbosa, vice-presidente de Negócios de Atacado, uma das 12 vice-presidências do banco, pediu renúncia do cargo nesta sexta-feira (1). Barbosa era um dos vices mais próximos do então presidente Pedro Guimarães, que também pediu demissão.

Os dois foram citados nas denúncias feitas por funcionárias da estatal.

Barbosa, que também é lutador de MMA, se despediu da equipe depois que o Conselho de Administração aceitou a sua carta de renúncia. Na ocasião, ele discursou e chorou ao dizer que são falsas as acusações que pesam sobre ele.

Além de ter sido mencionado nas denúncias de funcionárias contra Pedro Guimarães no Ministério Público Federal, Barbosa foi denunciado formalmente na ouvidoria da Caixa por assédio sexual.

Barbosa decidiu se demitir depois de terem informado que a situação dele na estatal havia ficado insustentável, assim como a do agora ex-presidente do banco. A nova presidente da Caixa, Daniella Marques, será empossada oficialmente na próxima terça-feira (5) em cerimônia no Palácio do Planalto, mas já cumpre as funções desde sexta (1).

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) ainda não se pronunciou sobre o caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos