Escritora chilena Diamela Eltit participará da 15ª edição da Flip

Rio de Janeiro, 10 abr (EFE).- A chilena Diamela Eltit, ganhadora do Prêmio Ibero-Americano de Letras José Donoso em 2010, será uma das protagonistas da Feira Internacional do Livro de Paraty (Flip), que chega a sua 15ª edição em julho, informaram nesta segunda-feira os organizadores.

Eltit, autora confirmada para a próxima edição do evento realizado anualmente na histórica cidade de Paraty, poderá promover na feira as duas primeiras traduções de suas obras para o português.

Trata-se de "Jamais o Fogo Nunca", publicado pela editora independente Relicário, e "A Máquina Pinochet e Outros Ensaios", um conjunto de ensaios críticos traduzidos por Pedro Meira Monteiro e publicados pela editora e-galáxia com prefácio assinado por Javier Guerrero, seu colega como catedrático na universidade de Princeton.

Eltit, professora de escrita criativa na Universidade de Nova Iorque e autora entre outras obras de 'Lumpérica', 'El Cuarto Mundo', 'Mano de Obra' e 'El Padre Mio', realizará em Paraty sua primeira visita ao Brasil.

Na Flip deste ano, que será realizada entre 26 e 30 de julho, a chilena participará de encontros nos quais abordará a literatura latino-americana, as relações entre arte e política, o feminismo e a contracultura e sua trajetória como romancista e ensaísta entre Chile e Estados Unidos, segundo os organizadores do evento.

"A Flip vai contribuir para apresentar aos leitores brasileiros uma escritora com um projeto artístico e literário muito original", assegurou a comissária da feira, Joselia Aguiar.

"Sua obra como romancista e ensaísta interessa muito ao debate brasileiro de hoje, particularmente pelos assuntos de identidade de gênero, marginalidade urbana e as zonas de fronteira entre arte e sociedade ", acrescentou a organizadora.

Para o diretor-geral da Flip, Mauro Munhoz, a presença de Eltit na feira e a publicação de sua obra inédita no Brasil reforçam o compromisso do evento de levar ao leitor brasileiro novas realidades políticas, sociais, artísticas e literárias de diferentes territórios.

O jamaicano Marlon James é outro autor até agora confirmado para a Feira de Paraty. EFE