Papa pede a fiéis "fazer gestos de solidariedade"

Cidade do Vaticano, 17 abr (EFE).- O papa Francisco incentivou os fiéis nesta segunda-feira a "fazer gestos de solidariedade e de acolhimento" em prol de um mundo "livre de degradação", antes da rezar o Regina Caeli, que substitui o Angelus durante os 50 dias do período pascoal.

"Seremos homens e mulheres de ressurreição, homens e mulheres de vida se, em meio às vicissitudes que afligem o mundo, e são muitas, em meio à mundanidade que distancia de Deus, soubermos fazer gestos de solidariedade, gestos de acolhimento, alimentar o desejo universal de paz e aspirar um ambiente livre de degradação. São sinais comuns e humanos, mas que, sustentados e animados pela fé no Senhor ressuscitado, adquirem uma eficiência bem superior às nossas capacidades", disse da janela do Palácio Apostólico ao público na Praça de São Pedro.

O pontífice também pediu aos fiéis para darem "sinais límpidos de Cristo ressuscitado entre os acontecimentos do mundo, a fim de que os que se encontram nas tribulações e dificuldades não permaneçam vítimas do pessimismo e da derrota, da resignação, mas encontrem em nós muitos irmãos e irmãs que oferecem o seu apoio e consolo".

O papa rezou esta segunda-feira de Páscoa, feriado na Itália, a oração do Regina Caeli, que substituirá o Angelus até 4 de junho, quando termina o período pascoal com a festa de Pentecostes. EFE