Câmera de segurança mostra pessoas entregando marmitas em Itapeví antes da morte de moradores de rua

·1 min de leitura
Photo taken in , India
(Foto: Getty Images)

Vídeos de câmeras de segurança mostraram supostos voluntários que entregaram marmitas em Itapevi, na Grande São Paulo, na noite da última terça-feira. As imagens foram registradas em um posto de gasolina.

Depois de ingerirem os alimentos, duas pessoas em situação de rua morreram, além de um cachorro.

Segundo o portal G1, o delegado responsável pelo caso, Aloysio Ribeiro, quer ouvir grupos de pessoas, que são conhecidos por distribuírem alimentos para população de rua. A investigação ainda espera exames para saber qual foi a causa da morte.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O delegado acredita em duas hipóteses: um possível envenenamento ou que a comida ingerida estivesse estragada. O laudo é importante para verificar a causa.

O prefeito de Itapevi, Igor Soares (Podemos) denunciou o caso das redes sociais. Ele afirmou que os moradores de rua pegaram marmitas de pessoas que não tem relação com órgãos públicos de Assistência Social.

Leia também

Além dos dois moradores que morreram, uma criança de 11 anos e uma adolescente de 17 anos estão internados após ingeriram o alimento.

Durante a pandemia de coronavírus, a prefeitura de Itapeví informou que está levando pessoas em situação de rua para o Ginásio do Centro de Iniciação de Esporte. Eles recebem três refeições e podem ficar com animais de estimação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos