Caminhoneiro Zé Trovão se entrega à Polícia Federal em SC

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O caminhoneiro Marcos Antonio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, se apresentou de forma espontânea à Polícia Federal em Joinville, em Santa Catarina, nesta terça-feira (26), segundo sua defesa. Ele é morador da cidade.

Ainda de acordo com a nota da defesa, Zé Trovão "está ao dispor da Justiça para provar sua inocência".

O caminhoneiro estava foragido no exterior há meses. Foi localizado no México em setembro, pela Polícia Federal. Ele é apontado como um dos líderes da paralisação de caminhoneiros no dia 7 de setembro, que trazia pautas anti-democráticas, como ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Gomes deixou o Brasil mesmo antes de receber uma ordem de prisão, que posteriormente foi decretada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF. No México, ele continuou a organizar os atos anti-democráticos do dia 7 de setembro.

Em agosto, Zé Trovão foi alvo de mandados de busca e apreensão por suspeita de articular manifestações no dia 7 de setembro. Em decorrência da investigação, ficou proibido de usar as redes sociais. Ainda assim, participou de uma transmissão de vídeo feita pelo blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio, na qual continuou incitando a realização de atos contra o STF. Por conta disso, a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu sua prisão, que foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos