Caminhoneiros apoiadores de Bolsonaro fecham os dois sentidos da Dutra no RJ

Caminhoneiros apoiadores de Bolsonaro fecharam a Dutra - Foto: Arquivo Pessoal
Caminhoneiros apoiadores de Bolsonaro fecharam a Dutra - Foto: Arquivo Pessoal
  • Caminhoneiros apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) fecharam a Via Dutra

  • Bloqueio acontece nos dois sentidos da rodovia na altura de Barra Mansa, no Rio de Janeiro

  • Protesto seria a favor de uma intervenção militar, o que contraria a Constituição Brasileira

Caminhoneiros apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) fecharam os dois sentidos da Via Dutra no Rio de Janeiro na madrugada desta segunda-feira (31), após a derrota do candidato no segundo turno da eleição presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O bloqueio foi feito em um ponto da rodovia na cidade de Barra Mansa. Até a manhã desta segunda, a via que é a principal ligação entre o Rio e São Paulo seguia totalmente bloqueada.

Por conta da interdição, às 8 horas, havia 17 km de trânsito no sentido RJ e 7km no sentido SP.

Uma pessoa ouvida pelo portal g1 relatou que o ônibus em que estava foi parado pelos caminhoneiros, que disseram que o bloqueio duraria 72 horas e é um protesto a favor da intervenção militar, o que contraria a Constituição Federal.

Outros bloqueios pelo país

Foram registrados bloqueios de caminhoneiros em rodovias de, pelo menos, outros sete estados:

Goiás: na BR-060, em Anápolis, e na BR-153, em Itumbiara;

Mato Grosso: sete interdições na BR-163, uma na BR-364, em Cuiabá, e uma na BR-070, em Várzea Grande;

Pará: na BR-163, em Santarém;

Paraná: na PR-317, em Maringá;

Rio Grande do Sul: dois bloqueios na ERS-122, dois na BR-285, dois na BR-116, um na ERS-463 e um nas BRs 470, 158 e 153;

Santa Catarina: nove na BR-101, três na BR-280, três na BR-470 e um nas BRs 116, 153 e 282;

São Paulo: um na BR-153 em São José do Rio Preto.