Caminhoneiros fazem novos protestos sem bloqueios nas estradas e portos

·1 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - Caminhoneiros realizaram nesta terça-feira mais um dia de protestos, dando sequência a um movimento iniciado na véspera, porém, sem interrupções para o tráfego de rodovias federais e sem comprometer as atividades dos principais portos do país, disse o Ministério de Infraestrutura em nota, com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo o comunicado, foi necessária a atuação da PRF na segunda-feira para dispersar manifestantes que tentaram interditar parcialmente o km 276 da BR-116/RJ (Dutra), no município de Barra Mansa. Nesta terça-feira, alguns manifestantes seguiam no local de forma pacífica.

"No momento, a rodovia está sem bloqueio e sem abordagem a caminhoneiros que seguem viagem", disse a pasta.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) informou que caminhoneiros se manifestavam em Ijuí (RS), entre a BR-285 e a ERS-342.

No porto de Santos (SP), também foram registrados protestos, embora o número de manifestantes tenha diminuído "consideravelmente", segundo ministério.

"A Polícia Militar de São Paulo e a Guarda Portuária ainda seguem oferecendo escolta para garantir a melhor segurança do fluxo de caminhões que acessa o porto."

Os caminhoneiros reivindicam, entre outros pedidos, a mudança na política de preço do óleo diesel da Petrobras e a adoção do piso mínimo do frete.

(Por Nayara Figueiredo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos