Campanha de Lula vai encaminhar sugestões a plano de governo para equipe de transição

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já recebeu mais de 13 mil sugestões para seu programa de governo, por meio de uma ferramenta no seu site oficial. O grande volume passará por um primeiro filtro, mas a ideia é que as ideias sejam aproveitadas, segundo o coordenador do programa, Aloizio Mercadante.

"Há muitas contribuições valiosas, que queremos levar em conta e aproveitar", diz. A ideia é que as sugestões sejam divididas por área e posteriormente encaminhadas aos grupos de trabalho setoriais durante o período de transição, caso Lula seja eleito em outubro.

Com críticas ao governo Jair Bolsonaro (PL) em várias passagens, o plano de governo de Lula prioriza a queda da inflação, o fortalecimento das estatais e o enfrentamento à pobreza e à fome que, destaca o documento, aumentaram nos últimos anos.

Para combater a desigualdade, Lula propõe papel incisivo do Estado e promete reconstruir e fortalecer programas sociais, como o Bolsa Família e o Sistema Único de Assistência Social (Suas), caso seja eleito.