Campanha para nota de R$ 200 foi mais cara do que para divulgar prevenção contra Covid-19

·1 min de leitura

SÃO PAULO - Nos dois anos marcados pela pandemia da Covid-19, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) do governo Jair Bolsonaro gastou mais com a divulgação da cédula de R$ 200 do que com propagandas sobre a prevenção ao coronavírus.

Levantamento feito pelo GLOBO com base em pagamentos da Secom em 2020 e 2021 mostra que a publicidade da nova nota foi o sexto principal investimento no período. Na reportagem completa, exclusiva para assinantes, você conhecerá o ranking de gastos do governo federal com campanhas e saberá quanto custou a divulgação da nova cédula, em comparação com outras ações da Secom.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos