Campanha de Trump diz que 'eleição não acabou' após resultados positivos de Biden

Agências internacionais
·2 minuto de leitura

A equipe de campanha do presidente americano, Donald Trump, disse nesta sexta-feira que "a eleição não acabou", enquanto seu adversário, Joe Biden, se aproximava da vitória na disputa pela Casa Branca. A declaração foi feita depois que Biden ultrapassou a liderança do presidente no estado-chave da Pensilvânia, o que lhe garantiria mais 20 delegados no Colégio Eleitoral.

Uma vitória na Pensilvânia daria a Presidência a Biden, já que atualmente ele tem pelo menos 253 dos 270 delegados necessários para ser eleito. Mais cedo, o ex-vice-presidente já havia ultrapassado Trump na Geórgia, com 99% dos votos apurados. Caso sua vitória seja confirmada, Biden será o primeiro democrata desde 1992 a vencer no estado.

Trump, por sua vez, soma até agora 214 delegados no Colégio Eleitoral.

"Esta eleição não acabou. As falsas projeções proclamando Joe Biden como vencedor são baseadas em resultados em quatro estados que estão longe de ser definitivos", afirmou, em comunicado, o diretor de campanha, Matt Morgan. Imagens marcantes, e as histórias por trás delas, da eleição americana

A campanha deu início a uma ampla ofensiva para tentar judicializar a apuração em pelo menos cinco estados — em parte deles ainda não há resultados definidos e em outros o democrata foi considerado o vencedor. Também há planos de entrar com algum tipo de processo no Arizona, onde Biden está na frente, mas ainda há alguma esperança para o presidente.

Na noite de quinta-feira, Trump fez uma série de alegações de fraude sem fornecer provas, em um discurso na Casa Branca. Visivelmente abatido, o presidente usou como argumento o fato de ter saído na frente na apuração em vários estados, como os ainda abertos Geórgia e Pensilvânia, e de ter visto sua vantagem cair conforme os votos enviados pelo correio eram apurados. Ele voltou a pedir para a contagem ser interrompida.

O fenômeno de crescimento democrata já era esperado, porque, devido à politização da pandemia, democratas tiveram tendência muito maior a votar por via postal.

— Estávamos ganhando muito em todos os locais-chave, na verdade, e então nossos números começaram a miraculosamente encolher — afirmou Trump. — E ainda estamos muito à frente, mas não tanto porque eles estão encontrando votos. De repente, temos alguma correspondência nas cédulas. É incrível como as correspondências nas cédulas são tão unilaterais também.

Várias redes de notícias de TV, incluindo ABC, NBC, CBS e MSNBC, pararam a transmissão dos comentários do presidente, por considerá-los mentiras não democráticas.

O Twitter colocou rótulos de advertência em vários de seus tuítes.