Campeã do 'BBB 20', Thelma revela em livro lesão grave no bumbum que quase a tirou do reality: 'Chorava embaixo do edredom de dor'

·3 min de leitura

Campeã do "BBB 20", a médica Thelma Assis revelou em seu recém-lançado livro autobiográfico, "Querer, poder, vencer", um grande problema de saúde que enfrentou na primeira semana de confinamento e que quase a fez ser eliminada da disputa por R$ 1,5 milhão.

Ao explicar o motivo pelo qual ficou tão introspectiva no início do jogo, ela revela que o motivo foi uma lesão séria no bumbum e diz que escondeu o problema dos colegas de confinamento e do público. A situação ocorreu após os participantes ficarem subindo e descendo escadas por horas numa prova de resistência, no primeiro dia de programa.

"O atrito da roupa na minha pele acabou gerando uma inflamação que formou dois abcessos, um em cada glúteo, do tamanho de um limão cada. Eles tiveram de ser drenados algumas vezes dentro do próprio 'BBB' e, em decorrência do processo inflamatório, tive também linfonodomegalias – ínguas muito dolorosas nas duas virilhas. É por isso que, nos primeiros quinze dias, uma das razões que me fez ficar quieta e séria, para além da minha personalidade, foi que eu estava com muita dor", narra ela no livro.

Thelminha lembra que foi atendida pela equipe médica do programa, que lhe receitou remédios e acompanhou toda a situação. Ela relata que evitava entrar na piscina ou na jacuzzi, que não usava biquíni para não chamar atenção para o machucado e choca ao dizer que sentia uma dor absurda:

"Havia dias em que eu andava mancando de tanta dor e só queria ficar deitada porque fazer qualquer coisa além disso era difícil. Sabia que estava em um reality show, que precisava aparecer e entreter as pessoas, que tinha de socializar com os outros participantes, mas eu estava sofrendo".

A ex-BBB explica que optou por não revelar o problema para as companheiras de confinamento por medo de como seria vista aqui fora e por conta dos possíveis questionamentos do público. "Assim, mesmo que eu precisasse desabafar, virar para alguém e falar: “Olha, eu tô mal”, acabava sofrendo sozinha", diz, detalhando os dias de sofrimento:

"Eu chorava muito à noite, embaixo do edredom, principalmente na hora de trocar os curativos. O cheiro era ruim e mexer na ferida me causava muito dor, tanto que, enquanto escrevo esse relato, volto a chorar com a lembrança. Certa vez, o sangramento da ferida sujou meu lençol e eu fiz de tudo para disfarçar o que havia acontecido diante das câmeras e levar a roupa de cama até o tanque. Tomar banho também era difícil, de modo que nos piores dias precisei entrar no chuveiro de camisola para não chocar o público com o tamanho da lesão nos glúteos".

A campeã da edição diz que chegou a perder peso e que temia ser tirada do programa por conta do seu grave estado de saúde.

Eu temia que vissem meu estado, que a situação se agravasse e me tirassem do BBB, que houvesse uma prova de resistência e eu não conseguisse participar. Foi esse problema de saúde que fez, inclusive, com que eu perdesse peso no começo do programa, algo que veio à tona aqui fora e deixou as pessoas preocupadas pela possibilidade de que fosse a má alimentação. Mesmo diante de tudo isso, nunca deixei de fazer uma prova, participava ainda que precisasse lidar com a dor. Vale ressaltar também que recebi toda a assistência médica necessária lá dentro, à qual sou muita grata".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos