Campeonato Carioca não tem premiação garantida para campeão e vice; entenda

Assim como aconteceu nas duas últimas temporadas, o Campeonato Carioca pode não ter premiação financeira para o campeão na edição de 2023 — atual vencedor, o Fluminense levou um carro em sorteio com campeões de outras divisões do Rio. Em arbitral publicado em novembro de 2022, a Ferj projetava um valor de R$ 9 milhões que seriam divididos para o ganhador do título e o vice-campeão — R$ 8 milhões e R$ 1 milhão, respectivamente. No entanto, por conta do novo cenário em relação aos direitos de transmissão, a Federação de Futebol do Rio não garante mais os valores.

A Ferj alega que, por conta do acordo comercial fechado com apenas a dupla Flamengo e Fluminense dos grandes e todos os outros pequenos, só conseguirá premiar o vencedor e o vice se chegar em uma certa margem de lucro no acordo feito com os direitos de TV e outras possíveis receitas extras. Caso aconteça, o valor irá ser convertido em premiação.

— No modelo comercial inicial, com os 4 clubes, havia esse valor destinado à premiação. Agora, com novos rumos, o valor aferido será determinante para a premiação — respondeu a federação para a reportagem do GLOBO.

Por outro lado, a Ferj comemora o fato de ter fechado um acordo com a dupla Fla-Flu que renderá aos clubes R$ 21 milhões e R$ 14 milhões, respectivamente. Além disso, a federação afirma que, caso fosse feito um acordo entre os quatro grandes, cada um receberia pelo menos R$ 10 milhões.

Pouco antes da virada do ano, a Brax, empresa que negociou os direitos de transmissão pela Ferj, fechou com a Band para que a emissora transmita o Campeonato Carioca. Ficaram de fora do acordo Botafogo e Vasco, que exigiam que a Ferj fizesse uma divisão igualitária no valor que cada clube receberia pela venda dos direitos no pacotão.