Maior cidade do interior de SP, Campinas adota rodízio de veículos pela 1ª vez

MARCELO TOLEDO

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de Campinas anunciou nesta quarta-feira (13) a adoção de rodízio de veículos a partir da próxima segunda-feira (18) como forma de combater o novo coronavírus na cidade, a maior do interior de São Paulo.

É a primeira vez que a cidade de 1,2 milhão de habitantes adota a medida. A medida, conforme o anúncio do prefeito Jonas Donizette (PSB), tem como objetivo reduzir a circulação de pessoas e, como consequência, a propagação do novo coronavírus.

Campinas tem, até esta quarta, 730 casos confirmados da Covid-19, com 27 mortes, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde. É a sétima cidade com mais casos em São Paulo, atrás somente da capital, Osasco, São Bernardo do Campo, Guarulhos, Santos e Santo André.

O rodízio será adotado também, de acordo com a prefeitura, com a intenção de reduzir o tráfego de veículos e o total de acidentes na cidade, poupando leitos para os casos de atendimentos necessários durante a pandemia.

A frota da cidade, conforme o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), era de 921.001 veículos em março. Para a Prefeitura de Campinas, contando veículos licenciados em outros municípios da região metropolitana, a frota chega a cerca de 1 milhão.

O rodízio será válido para carros e motos com placas de todas as cidades e será implantado de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h.

Veículos de placas final 1 e 2 não poderão circular às segundas-feiras. Placas 3 e 4 estão proibidas às terças. Já os de placas 5 e 6 não poderão ir às ruas às quartas, enquanto carros e motos com final das placas 7 e 8 estão proibidos de rodas às quintas-feiras. Às sextas, será a vez dos veículos placas final 9 e 0.

Conforme a prefeitura, a frota do transporte coletivo, a exemplo do que ocorreu na capital, será ampliada para quem tiver necessidade de deslocamento para o trabalho nas áreas essenciais.

As regras, inclusive para exceções, serão publicadas no Diário Oficial de Campinas nesta sexta-feira (15).

Durante o anúncio, feito em redes sociais, Donizette pediu que o isolamento persista na cidade. “Faça a sua parte, fique em casa. Aqueles que podem, no isolamento, e, a partir de segunda-feira, teremos o rodízio de veículos”.

Quem descumprir o rodízio terá cometido infração média, com perda de quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e terá de pagar multa de R$ 130,16.Segundo a Secretaria de Transportes, a fiscalização ocorrerá em toda a cidade e os radares do sistema de monitoramento, já existentes, serão adaptados para fiscalizar as placas.

No anúncio, o prefeito disse que a cidade espera um crescimento no total de casos nas próximas semanas. “Gostaria muito de ter uma data e chegar aqui para dizer quando isso vai acabar. Espero que haja um efeito também psicológico para que as pessoas percebam a gravidade da situação”, disse.