Campinas tem 100% de ocupação de leitos públicos para Covid

FÁBIO MUNHOZ
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de Campinas (93 km de SP) atingiu nesta terça-feira (30) uma taxa de 100% de ocupação nos leitos públicos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) --sejam municipais ou estaduais-- para pacientes internados com a Covid-19. A informação foi confirmada por meio de boletim divulgado pela gestão Dário Saadi (Republicanos). Considerando as redes pública e privada, a cidade possui 439 vagas de UTI para o tratamento da Covid-19. Destas, 425 estão ocupadas. Há, portanto, somente 14 vagas disponíveis no município, sendo todas em hospitais particulares. A prefeitura diz ainda que, nesta terça, a cidade tinha um total de 181 pacientes com SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) à espera de leitos no SUS (Sistema Único de Saúde). A administração municipal não informou quantas dessas pessoas têm diagnóstico confirmado para a Covid-19. Na rede municipal, Campinas tem 154 leitos de terapia intensiva para pacientes com o coronavírus, sendo que todos estão ocupados. Na rede estadual, são 40 vagas, todas sendo utilizadas no momento. Já a rede privada oferece 345 leitos e somente 14 estão disponíveis. Para tentar diminuir a pressão sobre o sistema de saúde, a prefeitura de Campinas colocou barreiras sanitárias pela cidade. A medida começou na última sexta-feira (26). De acordo com a administração municipal, "as pessoas abordadas nas barreiras são questionadas se o deslocamento é mesmo essencial e orientadas a evitar transitar". O objetivo é desestimular o fluxo de pessoas pelas ruas, mas não há previsão de penalidades. Até esta segunda-feira (29), 1.023 veículos haviam sido abordados por agentes da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal e Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas). Balanço O coronavírus matou 2.315 pessoas em Campinas até a noite de segunda-feira, quando a cidade já havia registrado 79.607 casos confirmados de Covid-19. Segundo o Vacinômetro, ferramenta do governo do estado, gestão João Doria (PSDB), que monitora a campanha de imunização contra a doença em tempo real, 178.096 doses da vacina foram aplicadas na cidade até as 15h desta terça, sendo 135.115 da primeira dose e 42.981 da segunda.