Campos do Jordão terá festival de verão dedicado a música popular e erudita

·2 min de leitura
***ARQUIVO***CAMPOS DE JORDÃO, SP, 10.07.2015 - Movimentação de pessoas durante o tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão. (Foto: Jorge Araújo/Folhapress)
***ARQUIVO***CAMPOS DE JORDÃO, SP, 10.07.2015 - Movimentação de pessoas durante o tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão. (Foto: Jorge Araújo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após o tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão, a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo anunciou a criação do primeiro Festival de Verão na cidade do interior paulista. O evento deve acontecer entre 22 de janeiro e 13 de fevereiro, conforme foi divulgado em entrevista coletiva nesta terça (21).

O evento marcará a inauguração do novo Auditório do Parque Capivari. Dos 54 concertos que ocorrerão ao longo do festival, 16 serão realizados no novo espaço, que foi privatizado e, segundo o secretário de Cultura e Economia Criativa do estado, Sérgio Sá Leitão, ficará pronto a tempo do início do festival. A abertura terá uma apresentação da São Paulo Big Band com a cantora Paula Lima.

Diferentemente do tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão, que traz uma programação voltada à música clássica, a edição de verão se dedicará à música popular e contemporânea erudita. Para a seleção dos artistas convidados, a curadoria ficou a cargo de Mônica Salmaso e Clarice Assad.

Entre as atrações que participarão do evento, destaca-se o show comemorativo dos 70 anos do pianista e compositor Arrigo Barnabé. Além dele, constam entre os participantes brasileiros músicos como João Bosco, o violonista Guinga e o baterista Edu Ribeiro, vencedor do Grammy em 2013 pelo melhor álbum de jazz latino. As atrações internacionais incluem a cantora indiana Varijashree e a dupla portuguesa Maria João e Mário Laginha.

Segundo Sá Leitão, o investimento público no novo festival da cidade ficou em torno de R$ 4,2 milhões e se espera um alto grau de retorno financeiro. Ele lembra que, em 2019, o Festival de Inverno gerou um impacto de R$ 131 milhões para a economia local numa edição que durou 30 dias e teve lugar numa época pré-pandêmica.

Sobre a ameaça da variante ômicron ao evento, ele respondeu na entrevista coletiva que serão tomadas medidas de proteção, que está em constante diálogo com o comitê científico do estado e que até o momento não há razão para pânico. "Estamos certos de que o festival ocorrerá com segurança", ele disse.

A primeira edição do Festival de Verão de Campos do Jordão será híbrida, contando com a transmissão online das apresentações presenciais. Os ingressos para os eventos estarão disponíveis para compra a partir de 7 de de janeiro de 2022, no site festivalcamposdojordao.org.br.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos