Canção de protesto de Hong Kong toca no lugar do hino chinês em partida de rúgbi

O governo de Hong Kong reagiu nesta segunda-feira (14) com indignação depois que uma canção de protesto pró-democracia foi tocada no lugar do hino nacional da China, quando a equipe local de rúgbi enfrentou a Coreia do Sul em um torneio internacional.

A música "Glória a Hong Kong" tocou em alto-falantes em Incheon, Coreia do Sul, em vez do hino chinês geralmente tocado quando as equipes de Hong Kong participam de partidas internacionais.

A música foi escrita por um autor anônimo durante os grandes protestos de 2019 e se tornou um hino para o agora reprimido movimento pró-democracia na cidade.

O governo de Hong Kong "deplora fortemente e rejeita que toquem uma música tão associada aos protestos violentos e ao movimento de 'independência' no lugar do hino nacional da China", afirmou em nota.

O hino chinês "é um símbolo do nosso país. O organizador do torneio tem o dever de garantir que o hino nacional receba o respeito que merece", indicou um porta-voz do governo.

Um vídeo do incidente mostra como os jogadores tentaram não reagir à canção.

Junius Ho, um deputado pró-China de Hong Kong, criticou os jogadores por isso, dizendo no Facebook que eles "deixaram que humilhassem o país".

Ele argumentou que, diante disso, "a única solução é dissolver o time de rúgbi de Hong Kong".

Por sua vez, o conselheiro do governo Ronny Tong considerou que o incidente "não pode ser um erro por descuido" e que possivelmente violou a lei de segurança nacional da cidade.

A Associação Asiática de Rúgbi disse que o incidente foi provocado por um "erro humano" e pediu desculpas aos governos de Hong Kong e da China.

"O incidente foi devido a um simples erro humano de um jovem membro do comitê organizador local, que tocou uma música que baixou da internet em vez do hino correto", disseram os organizadores do torneio.

Após a partida, vencida por Hong Kong, o hino nacional chinês foi tocado, segundo a Associação Asiática da modalidade.

A União de Rúgbi de Hong Kong afirmou que o técnico da equipe entregou o hino correto aos organizadores, segundo o governo da cidade.

A "Marcha dos Voluntários", hino nacional chinês, vem da luta do Partido Comunista da China contra a ocupação japonesa. "Glória a Hong Kong", por outro lado, foi gravado secretamente por uma orquestra anônima durante os protestos. Sua letra fala sobre libertar Hong Kong do controle de Pequim e levar a democracia para a cidade.

jta/qan/mas/atm/zm/mar/zm/aa