Canadá: vítima de ataque com caminhonete em 2018 morre após 3 anos internada

·1 min de leitura
A cena do ataque de 2018 em Toronto (AFP/Lars Hagberg)

Uma mulher que ficou ferida quando uma caminhonete atropelou dezenas de pessoas no centro de Toronto, no Canadá, em abril de 2018, morreu após passar mais de três anos no hospital, informaram as autoridades.

Amaresh Tesfamariam, de 65 anos, sofreu "ferimentos severos" no ataque e foi declarada morta no hospital em 28 de outubro, informou a polícia de Toronto em um comunicado emitido na noite de quinta-feira (11).

Em abril de 2018, um jovem atropelou indiscriminadamente um grupo de pedestres com uma caminhonete em alta velocidade, por um trecho de dois quilômetros. Dez pessoas morreram e 16 ficaram feridas.

Alek Minassian, que tinha 25 anos na época, foi considerado culpado de assassinato por um juiz este ano. Ele pode pegar prisão perpétua e espera pela sentença.

As autoridades consideraram a morte de Tesfamariam como um homicídio, mas um policial esclareceu que, "segundo a lei canadense, se uma vítima morrer por seus ferimentos mais de um ano depois do fato, nenhuma nova denúncia [de acusação] é acrescida".

gen/vgr/crs/md/lda/rsr/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos