Candidata se joga de prédio durante realização da prova da OAB em SP

·2 min de leitura
Candidata se joga de janela de colégio durante prova da OAB - Foto: Divulgação/OAB Sorocaba
Candidata se joga de janela de colégio durante prova da OAB - Foto: Divulgação/OAB Sorocaba
  • Candidata se joga de prédio momentos antes de iniciar a prova da OAB no interior de São Paulo

  • Ela foi resgatada consciente pelos bombeiros e hospitalizada na região

  • A vítima não sofreu ferimentos graves

Uma mulher atirou-se da janela durante a realização da prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Sorocaba, no interior de São Paulo. A identidade da vítima não foi revelada.

A OAB Sorocaba confirmou o episódio e explicou que a candidata, por sorte, não sofreu ferimentos graves. Ela caiu sobre um telhado, logo abaixo do local de onde se jogou.

Presidente do órgão na cidade paulista, Márcio Leme relatou, em contato com a reportagem do Yahoo!, que o caso aconteceu no segundo andar do prédio do Colégio Objetivo.

Por volta das 12h45, quinze minutos antes do horário de início do Exame de Ordem, as instruções estavam sendo lidas quando a mulher levantou de sua cadeira e andou em direção à janela.

Aparentando muito nervosismo, tirou outras cadeiras do caminho, forçou a abertura da janela e se jogou.

Ainda de acordo com Leme, a vítima manteve-se consciente durante todo o período de resgate, que, por acontecer em um local de difícil acesso, demorou mais do que o esperado.

Funcionários mantinham contato verbal com a mulher, para impedir que ela apagasse. Após momentos de tensão, uma equipe dos bombeiros conseguiu retirá-la do telhado com a ajuda de uma escada.

A mulher foi encaminhada para um hospital da região, mas passa bem. Examinada, não teve fraturas ou lesões graves diagnosticadas e seria liberada ainda durante o domingo.

OAB manifesta apoio

O episódio gerou uma série de críticas nas redes sociais à pressão causada nos candidatos pela realização da prova da OAB. Márcio Leme solidarizou-se com a vítima.

“Nos solidarizamos com a candidata. O episódio revela para os demais candidatos a necessidade de se preparar não só com estudo, mas também com o estado emocional. É preciso lidar com eventuais frustrações e com a pressão. É um momento de intensa cobrança, precisamos cuidar da saúde mental dos nossos candidatos”, declarou.

Durante a tarde, a OAB São Paulo divulgou nota oficial sobre o ocorrido, assinada pela presidente, Patricia Vanzolini, por Márcio Leme e pela presidente da Comissão de Exame de Ordem da OAB SP, Ana Claudia Silva Scalquette. No comunicado, o órgão também lamenta o episódio e explica que 13 pessoas optaram por realizar a prova no próximo Exame de Ordem.

Confira a nota oficial da OAB SP:

"A Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo (OAB SP) e a Subseção da OAB Sorocaba vêm manifestar solidariedade e pesar em relação ao triste incidente ocorrido momentos antes do horário de início da aplicação da prova objetiva do XXXIV Exame de Ordem.

Após o fato, o certame transcorreu como previsto e 13 examinandos, por razões pessoais, optaram pela realização da prova no próximo Exame de Ordem.

Os demais examinandos alocados no polo de aplicação realizaram a prova regularmente.

A OAB SP presta assistência e solidariedade à pessoa envolvida e não fornecerá mais detalhes a fim de preservar seu direito à intimidade.

Atenciosamente,

Patricia Vanzolini, presidente da OAB SP

Márcio Leme, presidente da Subseção OAB Sorocaba

Ana Claudia Silva Scalquette, presidente da Comissão de Exame de Ordem da OAB SP"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos