Candidata a vacina contra Covid Versamune iniciará estudos clínicos em 29 de outubro

·1 minuto de leitura
Seringas com doses da vacina

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - A candidata a vacina contra Covid-19 Versamune deve ter sua fase de estudos clínicos iniciada em 29 de outubro, afirmou nesta quinta-feira o senador Wellington Fagundes (PL-MT), relator da Comissão da Covid-19 no Senado.

Desenvolvido pela empresa americana HDT Bio Corp em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Cimatec) do Estado da Bahia, além da empresa Gennova Biopharmaceuticals, da Índia, o imunizante será aplicado em pacientes no Hospital da Bahia, em Salvador, com a participação de mais de 30 pesquisadores e 90 voluntários não vacinados, segundo nota do senador.

"Eu sempre disse que um país como o Brasil, uma das grandes potências do Brasil, não poderia deixar de ter sua própria vacina contra a Covid-19. Até porque novas variantes são possíveis e também porque há falta de vacinas no mundo. Aprovamos os recursos e o resultado disso é a aplicação das primeiras doses de vacinas fabricadas no Brasil", disse Fagundes, que se reuniu com o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, na véspera.

Ainda segundo o senador, outras duas vacinas incentivadas pelo Ministério da Ciência e Tecnologia devem iniciar testes de Fase 3 até o fim do próximo mês.

O ensaio clínico da Versamune foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária no fim de agosto.

"O desenvolvimento pré-clínico e clínico da vacina faz parte de um plano global que está sendo realizado em três países: Estados Unidos, Brasil e Índia. No Brasil, a parceria conta com o apoio do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCTI). O acordo prevê a transferência do conhecimento e da tecnologia da vacina para o Brasil, via Senai Cimatec", diz nota da Anvisa que informou a autorização para o ensaio clínico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos