Candidato a vereador humilha agente de trânsito ao ser multado: "esse trouxa não sabe trabalhar"

Redação Notícias
·3 minuto de leitura
Agente trabalhava na Ponta da Praia, no último domingo (25), quando foi agredido - Foto: Reprodução
Agente trabalhava na Ponta da Praia, no último domingo (25), quando foi agredido - Foto: Reprodução

Um agente de trânsito da Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) foi humilhado por um candidato a vereador da cidade de Santos, no litoral paulista. A agressão foi filmada pelo próprio candidato, que foi multado por usar o celular ao volante. As informações são do G1.

No vídeo, é possível ver que o agente ao perceber as ofensas tenta se afastar, mas acaba sendo seguido pelo autor do vídeo, que viralizou nas redes sociais. O homem que profere as agressões verbais é o candidato a vereador Luiz Wanderley Martins Junior (Democracia Cristã).

Leia também

Ao G1, o agente ofendido disse estar chocado com a repercussão que o vídeo ganhou. As agressões aconteceram no último domingo (25), quando ele estava na região da Ponta da Praia, auxiliando o fluxo do trânsito no local.

Segundo o relato do agente, pouco depois das 14h, um carro de luxo passou pela avenida com as janelas abertas. Então foi possível ver o motorista usando celular ao volante.

"O condutor estava segurando um celular e eu vi. E ele me viu também, tanto é que ficou gritando 'foi sem querer', 'desculpa aí', alguma coisa assim, e foi embora. Como minha função também é fiscalização, fiz a autuação do veículo e continuei no meu posto", relata o agente.

Pouco minutos depois, o motorista voltou ao local, dessa vez a pé, e abordou o agente. Ele questionou se alguma multa havia sido aplicada e quando descobriu a autuação começou a fazer ameaças.

"Ele se alterou, porque viu que não tinha como voltar atrás [da multa]. Ele disse que eu não sabia quem era ele e começou a me ameaçar. Sacou o celular e começou a gravar. Eu pensei 'bem, ele vai me filmar, vai me xingar e eu vou continuar exercendo minha função'. Ele percebe que não estou prestando atenção e me provoca ainda mais", conta o agredido.

Luiz Wanderley Martins Junior, candidato a vereador pelo Democracia Cristã, ofendeu o agente após ser multado - Foto: Divulgação
Luiz Wanderley Martins Junior, candidato a vereador pelo Democracia Cristã, ofendeu o agente após ser multado - Foto: Divulgação

No vídeo, fica claro o tom ofensivo do homem usando contra o agente, que é chamado de "trouxa" e "otário".

"Mais um bost* da CET aqui, só tá dando multa pras pessoas que estão vindo aqui na avenida portuária, essa bost*. Tá aqui esse irregular, esse trouxa, fica com papel e caneta, não sabe trabalhar. A CET tem que dar apito na mão desses otários. [...] Aí esse otário que tem ali, um p*u no c*, esse otário que fica aqui, ao invés de trabalhar (sic)"

Segundo o agente, o homem ainda disse que iria voltar para agredi-lo fisicamente. Quando o autuado se foi, o agente acionou seu supervisor, relatou o ocorrido e pediu baixa do posto. Na sequência, ele foi à delegacia para registrar o caso.

A repercussão do vídeo foi tamanha que o agente já havia recebido mensagens sobre o ocorrido antes mesmo de registrar o caso.

O agressor foi identificado depois que o agente passou a placa do veículo multado para a Polícia Civil, que confirmou o proprietário do veículo.

Também ao G1, o autor do vídeo confirmou ser ele quem gravou as imagens, mas não comentou o teor do vídeo.

A Prefeitura de Santos confirmou a agressão e confirmou que o caso será apurado, com análise do vídeo com as agressões.

"A CET-Santos lamenta o ocorrido e destaca a postura correta do operador, que apesar da situação, manteve a calma e seguiu realizando seu trabalho até o momento em que a sua integridade física foi ameaçada. Por sua vez, à parte das providências adotadas pela empresa, caberá ao agente decidir sobre processar ou não o condutor na esfera civil por danos morais", diz a nota divulgada pelo G1.