Candidato, André Janones diz que Congresso está numa bolha e que resposta virá em 2022

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Defensor do auxílio emergencial, o deputado André Janones (Avante-MG) afirmou, em discurso, que o Congresso tem ignorado os anseios populares e que isso cobrará um preço na eleição em 2022. Janones, candidato à Presidência da Câmara, afirmou que os oito colegas que concorrem ao posto "não representam os anseios da população". "Não são eles que o povo brasileiro quer ver sentado nesta cadeira", disse. O candidato ainda criticou as articulações feitas por seus pares para obter votos na eleição. "Meus compromissos não são com partidos políticos, não são com grupos políticos, não nascem de conchavos, em reuniões madrugada adentro, como tem acontecido em Brasília. Nasce do clamor popular." Para ele, os deputados que viram as costas a esse clamor responderão nas eleições de 2022. "Esse Parlamento está dentro de uma ilha, de uma bolha, e, repito, a resposta virá nas urnas." Janones avalia que há uma falsa polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e a oposição. "Já fizeram esse erro de ignorar um candidato e hoje esse candidato está sentado na cadeira de presidente."