Candidato a deputado entra em confusão com Zema e acaba detido em BH

O deputado estadual, candidato à reeleição e ambientalista Felipe Gomes (PDT) foi preso pela Polícia Militar. (Foto: Reprodução)
O deputado estadual, candidato à reeleição e ambientalista Felipe Gomes (PDT) foi preso pela Polícia Militar. (Foto: Reprodução)
  • Deputado, que é ambientalista, protestou pelo tombamento da Serra do Curral

  • Candidato e governador se encontraram em Barreiro

  • Seguranças de Zema teriam quebrado megafone de deputado

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que o deputado estadual, candidato à reeleição e ambientalista Felipe Gomes (PDT) discute com o governador de Minas Gerais e também candidato Romeu Zema nesta segunda-feira (5), em Belo Horizonte. Após a confusão, Gomes foi preso e seus familiares e amigos alegam que não sabem para onde ele foi levado.

O deputado, conforme mostram as imagens, foi imobilizado por policiais militares e retirado do local, enquanto o ambientalista pergunta por que está sendo preso. As informações são do jornal Estado de Minas.

Segundo a assessoria da vereadora Duda Salabert (PDT), a confusão começou quando os candidatos se encontraram em meio às agendas eleitorais. Gomes, então, teria protestado a favor do tombamento da Serra do Curral, atualmente ameaçada. Ainda de acordo com a assessoria, seguranças do governador teriam quebrado o megafone de Gomes.

A assessoria informou ainda que o deputado ficou uma hora desaparecido, até sua família ser notificada que ele recebeu atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Barreiro, onde aconteceu a confusão. O ambientalista teria sido retirado da unidade por policiais, e familiares seguem buscando por ele em hospitais e delegacias da região.

A Polícia Militar de Minas Gerais emitiu uma nota dizendo que "foi acionada por um proprietário de um estabelecimento comercial no Barreiro, em Belo Horizonte, dando conta de que o indivíduo conduzido realizava perturbação do trabalho. Segundo o proprietário, por diversas vezes, foi solicitado ao indivíduo que se retirasse do local."

Ainda segundo a corporação, "a guarnição policial, que esteve no local, também tentou parlamentar com o indivíduo, que insistiu na desobediência e resistiu, ativamente, à abordagem, resultando, inclusive, em lesões nos policiais militares."

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

A PM informou que o ambientalista foi conduzido para atendimento médico, onde foram identificadas lesões causadas pela abordagem policial.