Candidato do Novo à Presidência, Felipe D'Ávila declara patrimônio de R$ 24 milhões

O candidato do Novo à Presidência, Felipe D'Ávila, declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter um patrimônio de R$ 24,6 milhões. É o maior patrimônio entre os candidatos que já registraram oficialmente suas candidaturas.

A maior parte dos recursos — R$ 21 milhões — foi registrada como "quotas ou quinhões de capital". D'Ávila também declarou ter duas casas, uma no valor de R$ 2,3 milhões e outra de R$ 983 mil, além de R$238 mil em aplicações de renda fixa.

Essa será a primeira vez que D'Ávila, que é cientista político, vai disputar uma eleição. Sua candidatura foi aprovada no sábado, por aclamação. O Novo terá uma chapa pura, com o deputado federal Tiago Mitraud (MG) como vice.

Até o momento, três outros postulantes à Presidência já registraram sua candidatura. O segundo com maior patrimônio é Pablo Marçal (Pros), que declarou ter R$ 16,9 milhões. Entretanto, ele pode ter sua candidatura retirada devido a uma mudança na direção do seu partido.

Também já registraram suas candidaturas Sofia Manzano (PCB), com patrimônio de R$ 498 mil, e Léo Péricles (UP), que declarou ter R$197.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos