Candidatos a cargos em tribunais agora traçam estratégias para se aproximar de Mendonça

***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 16.12.2021 - O ministro André Mendonça fala à imprensa após sua cerimônia de posse no STF. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 16.12.2021 - O ministro André Mendonça fala à imprensa após sua cerimônia de posse no STF. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A posse de André Mendonça no STF (Supremo Tribunal Federal) o fortaleceu nas articulações para as próximas indicações de Jair Bolsonaro (PL) a tribunais superiores e regionais federais.

Antes disso, a romaria em busca de apoio para ser escolhido pelo chefe do Executivo estava concentrada no gabinete de Kassio Nunes Marques. Agora, porém, candidatos a cargos de ministro e desembargadores passaram a elaborar estratégias para se aproximar de Mendonça.

Em 2022, Bolsonaro nomeará para ao menos duas vagas no STJ, além de estar prevista a nomeação de 75 desembargadores pelo presidente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos