Candidatos a prefeito do Rio miram mulheres e jovens em impulsionamento no Facebook

Marlen Couto
·4 minuto de leitura
Foto: Editoria de Arte
Foto: Editoria de Arte

A maioria dos candidatos que lideram a corrida à prefeitura do Rio tem direcionado publicações impulsionadas no Facebook e no Instagram a mulheres e eleitores mais jovens na reta final da campanha. É o que indica análise feita pelo Sonar, que considerou publicações exibidas entre o último dia 3 de novembro e esta quarta-feira e divulgadas na Biblioteca de Anúncios da rede social, ferramenta que permite rastrear impulsionamentos de políticos no Brasil.

Ao todo, os quatro concorrentes à frente da disputa já gastaram mais de R$ 240 mil com o serviço. Quando um anunciante decide impulsionar uma publicação no Facebook ou no Instagram, ele precisa escolher seu público-alvo, considerando a faixa etária, o gênero e a cidade ou estado em que pretende alcançar. Essas informações são públicas para anúncios impulsionados por candidatos nestas eleições.

À frente nas pesquisas, Eduardo Paes (DEM) lançou mão de mais de 600 anúncios impulsionados só na última semana e metade deles continuava no ar nesta quarta-feira. Desde o início da campanha, o candidato gastou R$ 23 mil com o serviço. As propagandas com maior alcance citam sua liderança nas pesquisas de intenção de voto e divulgam um vídeo em que Paes rebate acusações de que enriqueceu na política e outros ataques que diz circularem nas redes sociais. Elas têm sido exibidas principalmente a usuários das redes sociais com idade até 34 anos.

Outra frente de atuação da campanha de Paes são vídeos e publicações de desconstrução da rival Martha Rocha (PDT), que aparece empatada em segundo na disputa. Um deles cita o caso do catador de recicláveis Rafael Braga, preso nas manifestações de junho de 2013, época em que Martha comandava a Polícia Civil, e tem sido direcionado principalmente a eleitoras jovens, com idade entre 18 e 24 anos.É nesta faixa etária que Martha tem ganhado mais fôlego, segundo a última pesquisa do Ibope. Suas intenções de voto passaram de 3% para 14% nesse grupo em menos de um mês. A candidata tem afirmado que não teve responsabilidade na prisão de Rafael Braga e que a ordem de prisão foi emitida pela Justiça. Já um vídeo em que a ex-deputada estadual Cidinha Campos ataca Martha, também usado na TV, tem sido direcionado a mulheres com idade acima de 45 anos. Martha também registrou crescimento significativo nessa faixa etária ao longo da campanha.

Martha Rocha, por sua vez, é a candidata à prefeitura do Rio que mais gastou com impulsionamentos no Facebook e Instagram até o momento. Foram destinados aos anúncios R$ 144 mil nos últimos dois meses. Na última semana, foram compartilhadas 550 publicações com alcance impulsionado. Boa parte delas acompanha o movimento feito no horário eleitoral em que a candidata busca se defender de ataques dos rivais. As postagens com maior alcance falam de sua biografia e trajetória na Polícia Civil. Elas têm sido direcionadas especialmente a mulheres com idade entre 18 e 34 anos. Em alguns anúncios, as mulheres representam mais de 90% dos usuários que viram as postagens.

O perfil do prefeito Marcelo Crivella até o momento gastou R$ 25 mil com impulsionamentos. Desde o dia 3 de setembro, foram 42 anúncios pagos. As propagandas atualmente ativas exploram o apoio do presidente Jair Bolsonaro. Os vídeos com maior alcance são reproduções da propaganda gravada por Bolsonaro já exibida na TV. Também tem sido impulsionado um vídeo em que o vice-presidente Hamilton Mourão aparece ao lado da candidata a vice-prefeita na chapa de Crivella, a tenente-coronel Andréa Firmo. Nas propagandas com Bolsonaro e Mourão, Crivella tem mirado principalmente homens com idades entre 25 e 34 anos. Os homens representam mais de 60% dos usuários para quais os vídeos do atual prefeito estão visíveis nesta quarta-feira. Crivella tem tido desempenho melhor entre o eleitorado do gênero masculino, segundo o Ibope, e a diferença em relação às mulheres chega a quatro pontos percentuais. Já entre o eleitorado mais jovem, que também é alvo de Crivella, o prefeito aparece empatado com Martha, enquanto ultrapassa numericamente a candidata nas faixas de idade acima de 45 anos.

A ex-governadora Benedita da Silva (PT) desembolsou R$ 49 mil em publicações impulsionadas no Facebook e Instagram. Desde 3 de novembro, circularam 51 postagens com alcance ampliado e 15 delas continuavam ativas nesta quarta-feira. A candidata tem reproduzido vídeos usados na propaganda eleitoral, principalmente jingles. A petista também impulsionou vídeos com o ex-presidente Lula e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. Benedita tem direcionado boa parte das publicações às mulheres, segmento em que tem desempenho melhor — a diferença chega a quatro pontos frente aos homens, segundo o Ibope. Diferente dos rivais que têm priorizado os mais jovens, Benedita vem investindo em anúncios para mulheres acima de 55 anos, ainda que também tenha mirado as faixas mais jovens em algumas postagens, grupo etária em que tem sua melhor colocação.