Candidíase também pode aparecer nos homens; saiba como reconhecer a doença

Priscila Carvalho
·2 minuto de leitura
Yeast in petri dish, Microbiology for education in laboratories.
Homens também podem ter candidíase. Foto: Getty Images

Provocada pelo fungo Candida albicans, a candidíase é muito comum durante o verão e altas temperaturas. Embora seja mais prevalente em mulheres, a doença também pode acometer os homens. “Cerca de 25% podem ter a condição. Não é tão raro assim”, afirma Jôvanio Fernandes da Rosa, urologista especialista em Medicina Sexual e colaborador da Plataforma Sexo sem Dúvida.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Neles, o que causa o problema é a falta de higiene ou a não retirada do prepúcio na cirurgia de fimose e circuncisão. Quando é indicado pelo médico, é imprescindível que o paciente faça o procedimento cirúrgico.

Leia também

Alfredo Canalini, urologista e secretário-geral da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), explica que a retirada da pele facilita muito a higiene do órgão genital.

A cirurgia de circuncisão pode ser feita no próprio consultório médico, no qual é retirado o excesso de prepúcio (pele que recobre a cabeça do pênis). Algumas religiões realizam o procedimento nos primeiros dias de vida do bebê. Vale lembrar que não são todos os homens que precisam realizar a técnica e é o médico que deverá dar o diagnóstico.

Sintomas mais comuns da candidíase em homens

-Irritação na região genital

- “Rachaduras” superficiais

-Coceira

-Vermelhidão

-Lesões e feridas

Como evitar a candidíase?

Além da cirurgia de circuncisão, deve-se ficar atento à limpeza e evitar umidade na região do pênis. “Lave bem com água e sabão e seque muito”, diz Rosa. Além disso, sempre ao urinar, deixe a região bem seca e sem resquícios de xixi.

O urologista afirma que, mesmo em homens que têm uma boa higiene, a candidíase pode ser recorrente devido ao suor em excesso no órgão genital. Por isso, a limpeza e secagem na região, são tão importantes.

Como tratar?

O tratamento é feito geralmente com pomadas ou cremes à base de antifúngicos e corticoides e dura em média de uma a duas semanas. Quando a inflamação é mais grave, pode ser feito com remédios via oral.

Má higiene no pênis aumenta risco de doenças graves

Não higienizar de forma correta o órgão genital eleva o risco de câncer de pênis. Mesmo sendo um tumor raro e mais comum em homens de 50 anos, a condição também pode acometer jovens.

De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), o tumor representa 2% de todos os tipos de câncer que atingem os homens, e é mais prevalente no Norte e Nordeste. “Quando não ocorre um diagnóstico precoce, o pênis pode até ser amputado”, afirma Canalini.

Por isso, os especialistas reforçam a necessidade de uma boa higienização e visitas ao urologista. “Quando houver algum problema e sintoma, é fundamental procurar um médico e não ignorar o problema”, finaliza Rosa.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube