Canoas atrai moradores de rua para abrigos aceitando também seus animais de estimação

Por Diego Vara

CANOAS, Rio Grande do Sul (Reuters) - Uma pequena cidade do sul do Brasil encontrou uma solução para atrair mais moradores de rua para seus abrigos nas noites frias de inverno: aceitar também os animais de estimação deles.

A cidade de Canoas (RS) chegou à conclusão de que muitas pessoas que vivem nas ruas evitavam ficar nos abrigos durante o inverno porque seus animais de estimação não eram bem-vindos, disse a secretária especial de bem-estar animal da cidade, Fabiane Tomazi Borba.

"Por muitas vezes eles (moradores de rua) optam por não ir para o albergue, não ir para um abrigo para não deixar seus animais desamparados," disse a especialista em bem-estar animal.

Os sem-teto e seus animais de estimação podem agora dormir sob um teto e encontrar abrigo das baixas temperaturas nas instalações da escola La Salle São Paulo, que pode abrigar até 150 pessoas por dia.

Machado de Lima é um morador de rua que tem dormido no abrigo com seus cães.

"É bom. Estou feliz com eles e se não pudesse entrar com eles na casa (abrigo) eu iria pegá-los para dormir comigo. Eles dormem comigo na rua", disse Lima.

Os sem-teto recebem um kit com produtos higiênicos, além de café da manhã e jantar. Os animais de estimação passam por consultas com um veterinário.

Borba explicou que os animais de estimação são vermifugados, vacinados e castrados.

"Eles podem conviver aqui com as pessoas (seus donos), dormir quentinhos com saúde, segurança e sem transmitir nenhuma doença. Então, temos essa visão assim de olhar para o humano e olhar também para o animal," disse Borba.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos