Cantor e DJ Moby diz que gostaria de ser gay

·2 minuto de leitura

Resumo da notícia:

  • Moby contou em entrevista que se sente mais atraído pela cultura gay.

  • Ele ainda criticou a heterossexualidade tóxica.

O cantor e DJ Moby, de 55 anos, deu uma entrevista ao jornal Folha de S. Paulo em que tratou diversos assuntos. O artista falou sobre seu affair com Natalie Portman, sua orientação sexual e a heterossexualidade e masculinidade tóxicas, e líderes de extrema-direita na política, como o ex-presidente dos EUA Donald Trump e o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Leia também:

Lançando o disco Reprises (uma seleção de hits com orquestra) e o documentário Moby Doc, que estreia nos EUA nesta sexta-feira (21), e ainda sem previsão de chegar aos cinemas brasileiros.

Há dois anos, Moby se envolveu em uma confusão com Natalie Portman pois, em seu segundo livro de memórias, escreveu que namorou a atriz no final dos anos 1990, mas a atriz ela veio a público dizer que o relacionamento não existiu e que Moby “era um homem muito mais velho que estava sendo assustador quando terminei o ensino médio”. Isso foi o suficiente para ele pedir desculpas a Natalie.

Sempre declarado heterossexual, Moby disse que ficava frustrado por não ser gay quando era mais jovem. “Quando eu tinha 18 ou 19, eu tinha muitos amigos gays e a gente ia muito a clubes gays em Nova York. Eu pensava ‘será que posso aprender a ser gay?’. Sentia que me conectava muito mais com a cultura gay, apesar de ser hétero. Acho que muita gente se sente assim, especialmente nos EUA", disse ele à Folha, engatando uma crítica à masculinidade tóxica dos ditos heterossexuais.

"Quando você olha Donald Trump e pessoas colecionando armas, assistindo corridas Nascar e vendo a Fox News, se isso é a cultura hétero, a cultura gay começa a parecer muito atraente", exaltou ele, que não sabe dizer se se sentiria mais feliz sendo homossexual.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos