DJ sueco Avicii é encontrado morto aos 28 anos em Omã

Madri, 20 abr (EFE).- O DJ sueco Avicii, uma das grandes estrelas mundiais da música eletrônica nos últimos anos, foi encontrado morto nesta sexta-feira aos 28 anos em Mascate, capitão de Omã, segundo anunciou sua representante, Diana Baron.

"É com grande pesar que anunciamos a perda de Tim Bergling, também conhecido como Avicii", indicou Baron, que precisou que o jovem DJ foi encontrado morto na capital de Omã "nesta sexta-feira pela tarde".

A família "está destroçada e pedimos a todo o mundo - acrescentou - que, por favor, que respeite sua necessidade de privacidade neste momento difícil. Não serão dadas mais declarações", concluiu

O DJ anunciou em março de 2016 que se aposentaria, pelo menos temporariamente, de sua carreira musical para explorar outros campos e ter mais tempo para "a vida da pessoa real após a de artista".

Naquele momento, Avicii afirmou em uma longa carta aos seus seguidores que não fechava a porta para voltar aos palcos, embora isso não ocorreria em breve,. "O meu caminho esteve cheio de sucessos, mas não isento de sobressaltos. Me transformei em adulto enquanto crescia como artista, aprendi a me conhecer melhor e me dar conta que há muitas coisas a fazer com a minha vida".

DJ Avici teria sofrido problemas de saúde durante vários anos, entre eles uma pancreatite aguda, "em parte devido ao consumo excessivo de álcool", assegura hoje publicação Variety.

Nascido em Estocolmo em 8 de setembro de 1989, Avicii alcançou relevância mundial como DJ e produtor de música eletrônica graças à sua canção "Levels", que em 2011 se transformou em um enorme sucesso.

A trajetória de Avicii inclui outras músicas muito populares como "Wake Me Up" ou "Hey Brother" e discos como "True" (2013) e "Stories" (2015).

O DJ sueco, que atuou como estrela em festivais por todo o mundo, foi muito conhecido por colaborar com grandes artistas como Coldplay em "A Sky Full of Stars", David Guetta em "Sunshine", Lenny Kravitz em "Superlove", Robbie Williams em "The Days" ou Rita Ora em "Lonely Together".

Em 2014, assinou "Dar um Jeito (We Will Find a Way)", o hino oficial da Copa do Mundo de Futebol realizada no Brasil, junto a Carlos Santana, Wyclef Jean e Alexandre Pires. EFE