Cantor sertanejo faz ex-namorada refém na Bahia; mulher foi libertada

·2 minuto de leitura
João Lima é cantor sertanejo - Foto: Reprodução/Redes Sociais
João Lima é cantor sertanejo - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Mulher foi mantida refém por três horas pelo ex-namorado, um cantor sertanejo

  • Rapaz pedia R$ 8 mil e a presença de um advogado para deixá-la sair

  • Ele teria ficado revoltado por ver a ex-companheira em um novo relacionamento

Uma mulher foi libertada após ser feita refém por mais de três horas na manhã desta segunda-feira (20), em Salvador. Ela estava sob poder de um ex-namorado, cantor de música sertaneja. As informações são do G1.

A vítima, que não teve o nome revelado, foi atendida pelo Samu e diagnosticada com ferimentos leves, frutos de uma briga com o ex-companheiro, identificado como João Lima, durante o sequestro.

Leia também

Segundo a Polícia Civil, João invadiu a residência da mulher durante a madrugada. Ele exigiu R$ 8 mil e a presença de um advogado para liberá-la, além de fazer ameaças caso a família contatasse a polícia.

Após horas de negociações, agentes da 49ª CIPM, no bairro de Sassuarana, e do BOPE convenceram o criminoso a se entregar, libertando a mulher.

Rapaz liberou a ex-namorada após longa negociação com a polícia - Foto: Getty Images
Rapaz liberou a ex-namorada após longa negociação com a polícia - Foto: Getty Images

Brigas e ciúme durante a madrugada

Maria Ilze, mãe da vítima, explicou que João estava em São Paulo e retornou à Bahia na madrugada desta segunda. Ao encontrar a ex-namorada com um novo companheiro, teria exigido satisfação e entrado em luta corporal com ela.

“Eles brigaram durante a madrugada, entraram em vias de fato, a casa estava desarrumada. E essa lesão que restou foi justamente das vias de fato deles dois", explicou o major Luciano Jorge, responsável pelo policiamento da área.

A sobrinha da vítima relatou que o casal havia se separado há cerca de seis meses. Os dois filhos de João e da ex-namorada presenciaram toda a ação do pai. “As crianças estão bem, com uma vizinha”, relatou.

Dívidas e agressões anteriores

Segundo Maria Ilze, João já havia ameaçado e agredido a ex-namorada anteriormente. Em uma ocasião, ele teria cortado-a com uma garrafa de vidro.

A mulher contou, ainda, que o ex-genro costumava extorquir dinheiro da família e possuía dívidas com um agiota, motivo pelo qual teria exigido o pagamento milionário para liberar a vítima.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos