Cantora com deficiência visual, Sara Bentes exalta a inclusão em show gratuito no Imperator

Enxergar a vida com os olhos da inclusão é a mensagem que a cantora e compositora Sara Bentes transmite através da sua música. Deficiente visual, esta moradora da Tijuca apresenta o seu novo show, “O som do invisível”, hoje, às 20h, no Imperator. A artista usa a sua voz e as suas canções para fazer neste espetáculo gratuito e autoral uma convocação contra o preconceito em relação às pessoas com algum tipo de deficiência. A banda, aliás, é formada por três componentes que são cegos.

Gastronomia: Festival do Bacalhau do Cadeg tem pratos inéditos

Em Madureira: Cinema, música, exposições e moda são destaques de projeto cultural gratuito

A expectativa de Sara, que tem dois álbuns gravados, para o show de hoje à noite é emocionar o público com a sua arte.

— Além de celebrar a diversidade e o gigantesco potencial humano, “O som do invisível” fala de tudo aquilo o que não podemos ver, mas podemos sentir. É um canto para o essencial à vida, que são as emoções que nos conectam, e para tudo mais que pode ser transformado em música, essa linguagem universal e invisível aos olhos. Estou muito feliz com a oportunidade de cantar pela primeira vez no Imperator. Subir neste palco é o resultado de muito amor e dedicação de toda a banda, de toda a equipe — diz.

O “Som do invisível”, cuja proposta é emocionar através dos sons, tem uma iluminação especial para valorizar os sentimentos, não as imagens. É o que explica Felipe Medeiros, iluminador responsável pelo show:

— A música da Sara emana a beleza das sensações vividas em várias situações, como sentir o sol da manhã, arrepiar-se com sons ou deliciar-se com cheiros, coisas que muitas vezes passam despercebidas pela gente. Busquei expressar as emoções de cada canção através de uma iluminação idealizada para valorizar as sensações.

SIGA O GLOBO BAIRROS NO TWITTER (OGLOBO_BAIRROS)