Cantora Gabi fala sobre a influência do feminismo no seu trabalho

O Globo
·1 minuto de leitura

A cantora Gabi, que gravou recentemente a canção "Prece" ao lado da banda Fuze, que tem Pedro Novaes, filho dos atores Letícia Spiller e Marcelo Novaes, como vocalista, tem como foco discutir o feminino e o feminismo no seu trabalho. "O único caminho para uma sociedade mais justa e evoluída é através da igualdade de gêneros", afirma a cantora, que está produzindo o clipe da música "Nirvana", que será lançado mês que vem.

Com equipe formada só por mulheres, ela reflete sobre sororidade. "A gente se ajuda. Trocamos figurinhas para caramba sobre tudo. Temos uma visão mais empática de nós mesmas. Costumo dizer que não somos uma equipe, somos uma família em que uma olha o filho da outra. É um ambiente realmente acolhedor e real", conta.

A cantora relata já ter sido vítima de assédio no ambiente profissional. "Certa vez, fui gravar num estúdio e todos foram embora. Só fiquei eu e o produtor. Estava no aquário gravando a voz e ele operando a mesa de som. Subitamente, enquanto cantava, ele começou a me encarar de um jeito estranho e a me assediar verbalmente", lembra. "Peguei minha bolsa e fui embora extremamente constrangida." Para ela, atitudes como esta são desanimadoras. "Mas seguimos na luta pelo nosso espaço", conclui.